Guga terá técnico até Roland Garros

Desde de o jogo de estréia de Gustavo Kuerten, diante de Tim Henman, no Masters Series de Roma, já estava evidente que oargentino Hernan Gumy não assistiu a partida inteira das arquibancadas por simples amizade. E depois de treinarem juntos noForo Itálico, Guga não teve mais como fugir do assunto e confirmou que terá Gumy como novo treinador por um contrato curto, valendoaté a disputa do torneio de Roland Garros, de 23 de maio a 7 de junho. "Estava precisando de alguém para me ajudar a treinar", contou Guga nesta quarta-feira em Roma. "Vai ser legal fazer parte dogrupo do Gumy". O ex-tenista argentino é também técnico de Guillermo Cañas e Agustin Calleri, este último fora de Roma porcausa de contusão. "Com o Gumy dando uma força fica tudo mais fácil", acredita Guga, que nesses seus últimos torneios estava semprebuscando parceiros para treinar e costumava ficar no clube até tarde. A participação de um treinador como Hernan Gumy, de 33 anos e que já esteve próximo dos 30 primeiros do ranking mundial e émuito amigo de Fernando Meligeni, vai dar mais tranqüilidade para Guga. Afinal, fazendo parte de um grupo de jogadoresargentinos que estão bem colocados no ranking e jogam sempre os mesmos torneios, o brasileiro só tem a ganhar, não só em comodidade- não precisa mais se preocupar em marcar quadra, buscar bolinhas - mas também recebe novas orientações que podem serimportantes nessa sua volta ao circuito profissional, depois de mais de seis meses de afastamento. Nesse novo grupo, Guga terá também o auxílio do preparador físico Fernando Cao, que já transformou Cañas num dos tenistasmais rápidos do circuito e deu um condicionamento físico invejável para Agustin Calleri, que tinha - não sem motivos - o apelido de "gordo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.