Guga vê final de surfe antes da estréia

Campeão do ano passado, Gustavo Kuerten só estréia terça-feira no ATP Tour de Auckland, diante do espanhol Alex Corretja. Por causa da larga diferença de fuso horário, esta partida deverá ser por volta das 4 horas da madrugada de terça-feira (horário de Brasília). Com um pouco mais de tempo disponível, Guga aproveitou para participar do ´Star Program´, da ATP, e reviveu momentos de grande astro ao receber tratamento vip para assistir a final do Campeonato Neozelandês de Surfe, num dos paraísos dos surfistas, a praia de Piha, de areia escura, mas com ondas incríveis.Guga chegou à praia de helicóptero e ainda teve a chance de conversar e tietar com um de seus ídolos da prancha, o neozelandês Maz Quinn, dono de vários títulos nas etapas do WTC, o principal circuito de surfe profissional do mundo. "Foi show vir a esta praia e ainda ver a final do campeonato", disse Guga que ficou pouco mais de uma hora em Piha. "Só não deu mesmo para pegar uma onda. Tenho jogo em dois dias."O jogo de estréia de Guga já se transformou num clássico do tênis internacional. Enfrentou o espanhol Corretja por oito vezes e venceu as últimas seis. Entre elas, uma partida memorável: a final do torneio de Roland Garros de 2001, quando o brasileiro conquistou o tricampeonato, finalizando o jogo com um 6 a 0, no quarto set.A última partida que fizeram foi justamente nas semifinais de São Petersburgo, do ano passado, quando Kuerten ganhou seu último troféu. "Não dá para ficar comparando, pois são momentos diferentes", argumentou Guga, número 16 do ranking, enquanto Corretja é hoje o 100º da ATP. "É verdade que este jogo já virou um clássico, mas é a primeira rodada de um primeiro torneio do ano."Pressão - Apesar da responsabilidade de defender o título e estar fazendo o primeiro torneio da temporada, Guga disse que não se sente pressionado. Está tranqüilo e espera por uma temporada brilhante e não apenas alguns bons resultados esporádicos. Não se mostra também ansioso por acertar um novo patrocinador, depois que deixou a Olympikus. Sabe que com a possibilidade de bons resultados este ano, poderão surgir melhores oportunidades, com parceiros duradouros.No retrospecto com Corretja, Guga venceu em 2003 em São Petersburgo; ganhou em Roland Garros, em 2001; superou por três anos seguidos o espanhol no Masters Series de Roma, em 99, 2000 e 2001; e ganhou também em um encontro da Copa Davis, em Llérida. As derrotas foram em 98, em Hamburgo, e no mesmo ano na Davis, em Porto Alegre.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.