Guga vence e pega alemão na semifinal

Com a cabeça tranqüila, como ele mesmo definiu, e sem se importar tanto com os erros cometidos, Gustavo Kuerten garantiu uma vaga nas semifinais do Brasil Open, com uma boa vitória sobre Ricardo Mello por 6/2 e 6/2. Neste sábado, às 13 horas, Guga desafia o cabeça-de-chave número 1 do torneio, e 8º do ranking mundial, o alemão Rainer Schuettler. O jogo terá transmissão pela SporTV e Canal 21. Um pouco antes, às 11 horas, o sonolento holandês Sjeng Schalken pega a surpresa da competição, o argentino Gaston Etlis, jogador vindo do qualifying."A minha vantagem é contar com a torcida", disse Guga que vai pegar Schuettler na hora do calor forte no Sauípe. "A partir de agora não há mais favoritismo. Quem tiver uma bola a mais, estiver num dia mais inspirado pode levar a partida." Curiosamente, na última vez em que Guga enfrentou Rainer Schuettler, o brasileiro passou para a final do torneio, no Masters Series de Indian Wells. A partida foi marcada por diversas interrupções pelas chuvas e Kuerten acabou enfrentando o australiano Lleyton Hewitt na final, já cansado."Agora vai ser um salva-se quem puder", definiu Guga.Schuettler chega as semifinais tendo perdido apenas sete games nas três partidas realizadas até agora. Nesta sexta, superou Ramon Delgado por 6/1 e 6/3 e disse que seu segredo é não desperdiçar as oportunidades na partida.Na outra parte da chave, Sjeng Schaken, o dorminhoco, que diz ir para a cama às 10 da noite e só levanta às 10 do dia seguinte "é o meu segredo para recuperar as forças e superar o desgaste do forte calor", vai enfrentar o argentino Gaston Etlis, um tenista que vem fazendo muito mais sucesso em duplas, do que em simples. Etlis saiu o do qualifying e chega a semifinal, depois de ter superado ontem o dinamarquês Kenneth Carlsen por 6/4, 6/7 (7/2) e 6/3.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.