Guga vibra com adaptação em Miami

Gustavo Kuerten vai ter de começar o Masters Series de Key Biscayne com toda sua força. Logo na sua partida de estréia, neste sábado, terá pela frente um difícil desafio diante do perigoso sueco Thomas Enqvist, ainda sem horário definido pela organização. Por isso, Guga promete manter o estilo apresentado em Indian Wells e entrar agressivo para não ser dominado pelo bom jogo do adversário. Outro brasileiro vai estar em quadra: Flávio Saretta que faz seu jogo de segunda rodada diante do vice-campeão de Wimbledon, o argentino David Nalbandian. "Acho que estes dias aqui em Miami já foram suficientes para me adaptar às condições, com forte calor e muita umidade", contou Guga."Vou ter de entrar bem agressivo neste jogo", completou o tenista brasileiro que, semana passada em Indian Wells, ganhou seus primeiros jogos em dois sets e seria importante repetir esta façanha em Miami. O técnico Larri Passos procurou dar a melhor preparação para seu pupilo. E na véspera do jogo de estréia de Guga, contou que o tenista brasileiro vai precisar variar bastante seus golpes, se precisar levantar bolas e não se deixar dominar pelo adversário. "O Enqvist é um jogadores que batem mais forte no circuito", avaliou Passos.Roland Garros - O sol forte e temperaturas acima dos 30 graus centígrados transformaram-se em mais um obstáculo para Fernando Meligeni em seu jogo de segunda rodada do Masters Series. Diante de um adversário talentoso, como o norte-americano James Blake, arriscou tudo no primeiro set. Faltou um pouco de sorte e perdeu o jogo por 7/5 (7/5) e 6/2.Com a eliminação na segunda rodada em Miami, Meligeni luta agora para garantir sua classificação para a chave principal de Roland Garros. Ocupa atualmente a 99ª posição e precisa manter-se em torno dos cem primeiros para garantir vaga. O problema é que Fininho precisa defender pontos (90) das semifinais do ATP Tour do Estoril ano passado. Como não entrou no torneio português vai jogar em Casablanca, em busca de importantes pontos."Se não conseguir defender as semifinais vou mesmo jogar o qualifying de Roland Garros. Eu não nasci comendo caviar e vou para a luta", disse Meligeni, semifinalista no Aberto da França em 1999. "Quem me conhece sabe que não sou de ficar fazendo onda, ainda mais para o jogar o torneio que mais gosto."Meligeni já está viajando de volta ao Brasil e inicia na próxima semana sua preparação para os torneios de saibro. André Sá também volta, mas está numa situação mais tranqüila, com ranking suficiente para garantir-se na chave principal de Roland Garros (80º).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.