©DGW Comunicação
©DGW Comunicação

Guilherme Clezar e Orlando Luz perdem na estreia em simples no Brasil Open

Brasileiros foram derrotados no primeiro dia da disputa

O Estado de S.Paulo

27 Fevereiro 2017 | 21h06

Os dois tenistas do País que entraram em quadra nesta segunda-feira pela chave de simples do Brasil Open acabaram sendo eliminados. Foram os casos de Guilherme Clezar e Orlando Luz, que perderam em dois sets os seus jogos no saibro do Clube Pinheiros, palco do ATP 250.

Clezar "furou" o qualifying do Brasil Open no último domingo, mas ofereceu pouca resistência nesta segunda-feira. O número 273 do mundo caiu ao perder para o argentino Guido Pella, o 166º colocado no ranking, por 6/2 e 6/3, em 1 hora e 10 minutos.

O revés manteve a sina de Clezar de nunca ter vencido uma partida de nível ATP - agora são 11 derrotas. Nesta segunda, ele sofreu com o saque de Pella, que disparou dez aces, contra apenas um do brasileiro, e ainda teve aproveitamento de 87% dos pontos disputados no seu primeiro serviço - Clezar ganhou apenas 48% na mesma condição.

No primeiro set, que chegou a ser interrompido pela chuva, Pella converteu break points no terceiro e sétimo games para triunfar por 6/2. O segundo set foi mais equilibrado, com cada um conseguindo uma quebra de saque, até que Clezar não conseguiu sustentar o seu serviço no nono game, fazendo com que Pella triunfasse por 6/3. Agora, o próximo oponente do argentino sairá do confronto entre o compatriota Carlos Berlocq e o brasileiro Thiago Monteiro.

Já Orlando Luz, de apenas 19 anos, caiu no seu primeiro jogo por um torneio da ATP. Considerado uma promessa do tênis brasileiro, o número 544 do mundo até fez um duelo equilibrado com o português Gastão Elias, o 98º colocado no ranking, no segundo set, mas acabou caindo por 6/2 e 7/5, em 1 hora e 22 minutos.

Orlandinho teve três break points no primeiro set, mas desperdiçou todos, enquanto Elias converteu dois de cinco para fechar a parcial em 6/2. No segundo set, o brasileiro e o português foram confirmando os respectivos saques com facilidade até o 11º game.

Foi quando o português teve o seu único break point na parcial e o confirmou, encaminhando a sua vitória assegurada no game seguinte. O português agora será o adversário de estreia do espanhol Albert Ramos-Viñolas, cabeça de chave número 2 do Brasil Open e 24º colocado no ranking.

No outro jogo do dia, o argentino Renzo Olivo venceu o espanhol Iñigo Cervantes por 7/6 e 6/4 e agora vai duelar com o português João Sousa, pelas oitavas de final.

DUPLAS - Antes mesmo da sua estreia, Thomaz Bellucci desistiu de jogar a chave de duplas alegando um desconforto estomacal, preferindo se concentrar na disputa do torneio de simples do Brasil Open - ele seria o parceiro de Thiago Monteiro, que acabou também optando por não atuar. Assim, os brasileiros foram substituídos por Taro Daniel, do Japão, e Iñigo Cervantes, da Espanha. E eles acabaram sendo batidos por Rogério Dutra Silva e André Sá por 6/3 e 6/4.

Mais conteúdo sobre:
tênis Brasil Open

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.