Arquivo/AE
Arquivo/AE

Gustavo Kuerten aceita desafio de enfrentar McEnroe

Brasileiro afirma que desde criança sonha em jogar uma partida contra o tenista norte-americano

Agencia Estado

16 de março de 2009 | 20h56

John McEnroe e Gustavo Kuerten, dois dos maiores ídolos da história do tênis, deverão se enfrentar em breve para realizar um duelo de gerações. Campeão do Rio Champions, torneio que reuniu ex-jogadores no último fim de semana, o norte-americano já havia afirmado ao chegar ao Brasil que sonhava em enfrentar Guga, ex-número um do mundo e tricampeão de Roland Garros.

Após 'Big Mac' reiterar o convite, Guga respondeu nesta segunda-feira que será uma honra enfrentá-lo. "O que eu mais queria, desde criança, era jogar com o McEnroe. Vou me preparar muito para isso", afirmou o brasileiro, bastante animado com a possibilidade.

McEnroe diz que está disposto a jogar apenas partidas especiais neste ano. Empolgado, o norte-americano disse que gostaria de dividir a quadra com Bjorn Borg, Pete Sampras e Guga. No entanto, McEnroe, de 50 anos, fez uma exigência para enfrentar o brasileiro. Ele não quer jogar no saibro, piso preferido de Guga, em que ele obteve seus maiores títulos.

McEnroe, especialista em quadras rápidas, nunca foi campeão em Roland Garros. Chegou apenas a uma final e perdeu para Ivan Lendl, em 1984, último ano de sua dinastia como número um do mundo, iniciada em 1981.

"Pretendo ir a lugares onde nunca estive e enfrentar jogadores que as pessoas realmente querem ver, como Bjorn Borg. É fácil se motivar contra Pete Sampras, com quem já joguei, e Guga. Bom, ele não iria tão bem, mas isso seria mais interessante. Contanto que não joguemos no saibro", declarou McEnroe, com uma pitada de ironia.

Durante sua carreira, o norte-americano ficou conhecido por não ter papas na língua. "Obviamente, Guga tem problemas com o corpo e eu tenho 50 anos. Mesmo que fosse um ano atrás, isso tornaria esse jogo empolgante", completou o tenista, aposentado desde 1992.

Também aposentado, Guga não deve ter problemas para enfrentar seu ídolo de infância. Ele treina normalmente e tem como sua próxima meta a reedição da final de Roland Garros de 1997, quando venceu seu primeiro título no Grand Slam francês. Em julho, o brasileiro jogará contra o espanhol Sergi Bruguera, em uma partida de exibição. Guga deixou as quadras em 2008, aos 31 anos, com problemas no quadril que o impediram de continuar jogando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.