Chema Moya/EFE
Chema Moya/EFE

Halep avança à final em Madri e está a uma vitória de voltar a ser número 1

Romena está na decisão após fazer 2 sets a 1 a suíça Belinda Bencic

Redação, Estadão Conteúdo

10 de maio de 2019 | 12h38

A romena Simona Halep está muito perto de voltar a ser a número 1 do mundo no tênis. Nesta sexta-feira, a atual terceira colocada do ranking da WTA avançou à final do Torneio de Madri, disputado em quadras de saibro na Espanha, e está agora a apenas uma vitória de atingir o objetivo. A vaga na decisão veio com o triunfo sobre a suíça Belinda Bencic, 18.ª colocada, por 2 sets a 1 - com parciais de 6/2, 6/7 (2/7) e 6/0, após exatas duas horas de jogo.

Sua adversária na decisão deste sábado na Caixa Mágica, onde acontece o torneio espanhol, sairá do confronto entre a belga Kiki Bertens, número 7 do mundo, e a norte-americana Sloane Stephens, oitava colocada do ranking, marcado para esta sexta-feira.

Caso conquiste o título em Madri, Halep assumirá a liderança do ranking da WTA pela terceira vez em sua carreira profissional. A romena ficou 16 semanas na ponta entre outubro de 2017 e janeiro de 2018, sendo então superada rapidamente pela dinamarquesa Caroline Wozniacki. Conseguiu recuperar o posto apenas um mês depois, fazendo então um reinado de 48 semanas até a japonesa Naomi Osaka assumir o número 1 em janeiro após levantar o troféu do Aberto da Austrália.

Em Madri, Osaka só precisava chegar às semifinais para se manter por mais uma semana como a líder do ranking. No entanto, na quinta-feira, a japonesa foi eliminada nas quartas de final por Bencic, abrindo caminho para Halep, que pelo menos já garantiu a segunda colocação - vai ultrapassar a checa Petra Kvitova.

Halep não havia perdido sets nesta semana e para empatar o histórico de confrontos diretos contra Bencic - havia perdido duas vezes, a mais recente nas quadras rápidas de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em fevereiro -, a romena tentou aproveitar o segundo serviço sempre mais lento da suíça. Deu certo e até conseguiu um "pneu" (6 a 0) no terceiro set para fechar a partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.