Eric Feferberg/AFP
Eric Feferberg/AFP

Halep e Pliskova vencem e duelam nas semifinais em Roland Garros

Romena e tcheca honraram a condição de principais cabeças de chave vivas no torneio feminino de Paris

Estadão Conteúdo

07 de junho de 2017 | 12h18

A tcheca Karolina Pliskova e a romena Simona Halep honraram a condição de principais cabeças de chave vivas no torneio feminino de Roland Garros e se classificaram nesta quarta-feira às semifinais do Grand Slam parisiense, fase em que vão se enfrentar por uma vaga na decisão.

Número 4 do mundo, Halep avançou após salvar um match point da ucraniana Elina Svitolina, a sexta colocada no ranking da WTA, para superá-la, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 7/6 (8/6) e 6/0.

O duelo ficou marcado pela oscilação das tenistas, tanto que Halep chegou a estar perdendo o primeiro set por 5/0. A romena esboçou uma reação antes de cair por 6/3. Na segunda parcial, a recuperação, de fato, aconteceu, para evitar a sua eliminação em Roland Garros.

Afinal, Halep perdia a parcial por 5/1, mas conseguiu levá-la para o tie-break, que ela venceu após desperdiçar quatro set points e salvar um match point. Svitolina, então, pareceu ter se abalado pela oportunidade desperdiçada, tanto que levou um "pneu" da romena no terceiro set.

Assim, a ucraniana, que faz ótima temporada - soma 31 vitórias e quatro títulos -, desperdiçou a chance de se tornar a primeira ucraniana a se classificar às semifinais de um Grand Slam.

Vice-campeã de Roland Garros em 2014, Halep está a uma vitória de igualar a sua melhor campanha em Paris. Para isso, terá que superar Pliskova. A número 3 do mundo se garantiu nas semifinais ao bater a francesa Caroline Garcia, a 27ª colocada no ranking, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/3) e 6/4.

Tendo uma final de Grand Slam no currículo - foi vice-campeã do US Open no ano passado -, Pliskova nunca havia ido além da segunda rodada em Roland Garros. Agora, porém, está a um passo da decisão e eliminou a última esperança francesa do torneio em Paris.

A outra semifinal feminina de Roland Garros será entre a suíça Timea Bacsinszky e a letã Jelena Ostapenko, sendo que as duas partidas serão disputadas nesta quinta-feira. Mas independentemente de quem avançar à decisão, a chave feminina de Roland Garros terá uma campeã inédita. Além disso, nenhuma semifinalista possui títulos dos torneios do Grand Slam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.