Kim Kyung Hoon/Reuters
Kim Kyung Hoon/Reuters

Halep tem irmãs Williams pela frente em chave do Aberto da Austrália

Líder do ranking da WTA, romena pode encarar Venus já na terceira rodada se ambas vencerem seus jogos

Redação, Estadão Conteúdo

10 de janeiro de 2019 | 11h21

Com apenas um jogo disputado na nova temporada, a romena Simona Halep deve ter uma trajetória complicada no Aberto da Austrália. Pelo sorteio da chave feminina, nesta quinta-feira, em Melbourne, a tenista número 1 do mundo terá pela frente as irmãs Williams logo nas primeiras rodadas.

Halep encerrou a temporada 2018 de forma precoce, no fim de setembro, em razão de dores nas costas. Antes de iniciar o tratamento, a romena acumulou quatro derrotas seguidas, uma delas na estreia no US Open. Nesta nova temporada, entrou somente na chave de Sydney, mas também caiu na primeira rodada.

Sem ritmo de jogo, a líder do ranking vai estrear no primeiro Grand Slam da temporada diante da estoniana Kaia Kanepi, 70ª do mundo. Na segunda rodada, enfrentaria a vencedora do duelo entre a norte-americana Sofia Kenin e uma tenista do qualifying, ainda não definida.

Na terceira rodada, Halep poderia cruzar com Venus Williams, que estreará contra outra romena, Mihaela Buzarnescu. Se superar a irmã Williams mais velha, a número 1 do mundo terá pela frente Serena, dona de 23 títulos de Grand Slam, nas oitavas de final. Nas quartas, as possíveis rivais de Halep seriam a checa Karolina Pliskova e a espanhola Garbiñe Muguruza.

Na semifinal, as potenciais adversárias são a japonesa Naomi Osaka, atual campeã do US Open, e a bielo-russa Victoria Azarenka. Do outro lado da chave, estão tenistas como a dinamarquesa Caroline Wozniacki, atual campeã em Melbourne, a checa Petra Kvitova, a alemã Angelique Kerber, número dois do mundo, a russa Maria Sharapova. Todas poderiam ser rivais de Halep numa eventual final.

Serena, por sua vez, vai estrear contra a alemã Tatjana Maria e pode pegar a canadense Eugenie Bouchard na segunda rodada. Na terceira, poderia encarar a espanhola Carla Suárez Navarro ou a veterana australiana Samantha Stosur. Pelas oitavas, o duelo provável é com Halep. E a partir das quartas os obstáculos seriam os mesmos da romena.

Do outro lado da chave, Kerber vai estrear contra a eslovena Polona Hercog. Se confirmar o favoritismo, duelará com a vencedora do confronto entre a norte-americana Bernarda Pera e uma tenista do quali. Na sequência, suas possíveis rivais são a francesa Kristina Mladenovic, a alemã Julia Görges, a norte-americana Sloane Stephens, pelas quartas de final, e Wozniacki, pela semifinal. Na decisão, as rivais são as já citadas, da outra ponta da chave.

O Brasil não conta com tenistas que entraram diretamente na chave principal. Beatriz Haddad Maia, número 1 do País, disputa o qualifying e só precisa de mais uma vitória para entrar na competição principal, que terá início no dia 14, em Melbourne.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.