Kim Kyung-Hoon/Reuters
Kim Kyung-Hoon/Reuters

Hamilton, Djokovic e Sharapova prometem doações para combater fogo na Austrália

Atletas de várias modalidades e até astros do mundo do cinema também já contribuíram com a causa

Redação, Estadão Conteúdo

10 de janeiro de 2020 | 10h40

A iniciativa dos tenistas de fazer doações para entidades que combatem os incêndios na Austrália ganhou corpo nos últimos dias e vem alcançando atletas do primeiro escalão do esporte, competidores de outras modalidades e até celebridades do mundo do cinema. Após o australiano Nick Kyrgios iniciar as doações, tenistas como o sérvio Novak Djokovic e a russa Maria Sharapova anunciaram US$ 25 mil (cerca de R$ 101 mil) cada.

Atual número 1 do mundo, a também australiana Ashleigh Barty doará os US$ 22.050 (R$ 89 mil) que recebeu como premiação do Torneio de Brisbane, como havia prometido. Tenistas como o suíço Roger Federer, o espanhol Rafael Nadal e a norte-americana Serena Williams farão doações de forma indireta ao participarem de uma exibição no dia 15, próxima quarta, em Melbourne.

Chamado de "AO Rally for Relief", o evento terá ingressos que vão custar até 54 dólares australianos (cerca de R$ 151). Todo o valor será revertido para as entidades responsáveis por conter os incêndios. A exibição terá duração de duas horas e meia e contará com diversas partidas - a programação ainda não foi divulgada - na Rod Laver Arena, a quadra central do Aberto da Austrália.

A fumaça que alcança quase todas as regiões do país já causam preocupação nos tenistas quanto à disputa do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam do ano, que será disputado em Melbourne a partir do dia 20. Os organizadores asseguraram a realização do torneio na data planejada, mas admitem a possibilidade de disputar os jogos somente nas três quadras que contam com teto retrátil.

As doações romperam a barreira do tênis nesta semana. Hexacampeão da Fórmula 1, o britânico Lewis Hamilton prometeu US$ 500 mil para a causa. "Parte meu coração ver a devastação que os incêndios estão causando às pessoas e aos animais por toda a Austrália", declarou o piloto.

Multicampeão do surfe, o norte-americano Kelly Slater divulgou a causa com links para doação em suas redes sociais, mas não revelou se também doará. O mesmo fizeram outros atletas. Australiano, o piloto Daniel Ricciardo também fez um apelo por doações e disse que já doou, sem apontar cifras. Além disso, prometeu rifar o macacão que usará no GP da Austrália deste ano, em março. O mesmo fará o piloto Toby Price, que disputa na categoria das motos o Rally Dakar deste ano.

Já o ator Leonardo Di Caprio, conhecido pelo envolvimento em causas ambientais, prometeu US$ 3 milhões através da ONG Earth Alliance, que criou no ano passado com diversos parceiros. Ele vem fazendo seguidos posts em suas redes sociais para pedir doações e divulgar a causa.

O mesmo fazem celebridades australianas como os atores Chris Hemsworth e Russel Crowe e a atriz Nicole Kidman. O primeiro, famoso pelo personagem Thor na série de filmes "Os Vingadores", doará US$ 1 milhão. Kidman prometeu US$ 500 mil. Esta mesma cifra será doada pelas cantoras Pink e Kylie Minogue. Elton John, por sua vez, garantiu US$ 1 milhão.

Confira abaixo os valores doados por atletas e celebridades:

Ashleigh Barty (tenista): US$ 22 mil

Maria Sharapova (tenista): US$ 25 mil

Novak Djokovic (tenista): US$ 25 mil

Lewis Hamilton (piloto): US$ 500 mil

Nicole Kidman (atriz): US$ 500 mil

Pink (cantora): US$ 500 mil

Kylie Minogue (cantora): US$ 500 mil

Chris Hemsworth (ator): US$ 1 milhão

Elton John (cantor): US$ 1 milhão

Leonardo di Caprio (ator): US$ 3 milhões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.