Hingis e o caso do ?namorado louco?

A tenista número 1 do mundo, a suiça Martina Hingis, confirmou hoje que deverá comparecer a um tribunal em Miami na próxima segunda-feira, para depor no processo que move contra um arquiteto, que está sendo chamado na cidade de ?o namorado louco?. O arquiteto, de origem croata, de 45 anos, identificado como Dubravko Rajcevic, é acusado de perseguir a tenista por várias partes do mundo. Antes de ser preso em Miami, há mais de um ano, Rajcevic esteve em praticamente todos os lugares onde Martina competiu. Em muitos casos, enviava flores para o hotel onde a tenista estava hospedada. Recentemente, o ?namorado louco de Hingis? rejeitou um acordo, segundo o qual seria libertado assim que prometesse ficar longe da tenista. ?Ela não gostaria disso. Prefiro continuar preso?, disse. ?Eu estou me preparando para ir ao tribunal. É claro que tento não pensar, mas isso não me sai da cabeça?, afirmou ela, que garantiu sua vaga nas semifinais do Master Series de Miami.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.