Marco Bertorello/AFP
Marco Bertorello/AFP

Ídolo do Milan, Maldini cai na estreia no tênis profissional em challenger

Ex-jogador de futebol formou dupla com seu técnico, o italiano Stefano Landonio

Estadao Conteudo

27 de junho de 2017 | 14h42

Um dos grandes astros do futebol italiano nas últimas décadas, Paolo Maldini se aventurou nesta terça-feira em outra modalidade. Um dia depois de completar 49 anos, o ex-defensor do Milan e da seleção de seu país fez sua estreia no tênis profissional na chave de duplas do Challenger de Milão, mas foi facilmente derrotado.

Maldini formou dupla com seu técnico, o ex-jogador italiano Stefano Landonio, de 46 anos, e acabou atropelado pelo polonês Tomasz Bednarek, de 35 anos, número 195 do ranking de duplas, e o holandês David Pel, 25 anos, 208.º entre os duplistas. Favoritos, Landonio e Pel venceram por 2 sets a 0, com duplo 6/1.

O polonês e o holandês possuem bem mais experiência no tênis profissional, principalmente Bednarek, que chegou a ser o 44.º do mundo entre os duplistas e tem 17 títulos de Challenger no currículo, além de quatro finais em torneios da ATP. Já Pel teve como melhor colocação no ranking de duplas a 190.ª posição.

Apesar da derrota, Maldini e Landonio contaram com uma torcida animada, com número de presentes significativo, ainda mais para um torneio challenger. O ex-jogador de futebol inclusive arrancou alguns aplausos nas poucas bolas vencedoras que acertou.

A presença de Maldini e Landonio na competição foi garantida depois que eles venceram um torneio amador em Milão este mês, o Aspria Tennis Cup, que tinha como premiação justamente um convite para disputar o Challenger.

Se no tênis Maldini ainda não convenceu, no futebol, foi um dos jogadores mais vitoriosos da história do Milan. No total, conquistou 26 títulos pelo time, sendo sete do Campeonato Italiano, cinco da Liga dos Campeões e três do Mundial de Clubes.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisfutebolMaldini

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.