Thomas SAMSON / AFP
Thomas SAMSON / AFP

Iga Swiatek desiste de WTA de Berlim e deve ir para Wimbledon sem jogar na grama

Líder do ranking feminino, tenista polonesa ganhou 35 jogos consecutivos e vai se preservar para a disputa do torneio britânico

Redação, Estadão Conteúdo

09 de junho de 2022 | 17h48

A polonesa Iga Swiatek deve chegar a Wimbledon, terceiro Grand Slam do ano, sem ter disputado um jogo sequer na grama. A líder do ranking mundial está cansada após ganhar 35 jogos diretos - ergueu seis troféus - e optou por desistir do WTA 500 de Berlim, na Alemanha, na próxima semana, que serviria de preparação para o torneio inglês, entre os dias 27 de junho e 10 de julho.

A polonesa não foi a única a desistir do torneio alemão, marcado para a próxima semana. A espanhola Paula Badosa, número 3 do mundo, também abriu mão de sua vaga em Berlim pelo mesmo motivo: descansar.

Com a ausência das duas cabeças de chave, a francesa Alizé Cornet herdou a vaga da polonesa na Alemanha, enquanto a bielo-russa Aliaksandra Sasnovich ficou no lugar de Badosa.

Wimbledon está no meio de uma polêmica porque não somará pontos no ranking e muitos tenistas podem até abrir mão da disputa. Ainda em Roland Garros, Swiatek havia prometido se empenhar no Grand Slam londrino, no qual caiu nas oitavas em 2021 diante da tunisiana Ons Jabeur, de virada. Após fazer 7/5, levou duplo 6/1.

"Nunca tive de jogar sem pontos e não sei bem como vou reagir. Mas acho que quando entrar em quadra vai ser normal porque não quero saber dos pontos. Já tenho tantos nesta temporada que vai ser tranquilo por mim", garante Swiatek. "Estou bem para jogar com pontos ou sem pontos. Mas para mim é mais o lado político disso porque a Polônia está apoiando os ucranianos e a guerra está ao lado do meu país."

ALCARAZ PARADO

O jovem espanhol Carlos Alcaraz é outro tenista desgastado após a longa temporada no saibro. Ele abriu mão de jogar no Queens Club e vai direto para Wimbledon. "Não tenho muita experiência na grama, mas me senti confortável em Wimbledon em 2021. Vou lá para tentar vencer o torneio como em todos os eventos que entro", disse Alcaraz, Murcia, onde admitiu que não jogará em prévias do Grand Slam inglês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.