Reprodução
Reprodução

Irmão diz que Kyrgios levou 'enquadro' de Wawrinka após ataque

'Teve sorte porque eu não estava senão perderia próximos torneios'

Estadão Conteúdo

14 Agosto 2015 | 16h50

A polêmica envolvendo o australiano Nick Kyrgios e o suíço Stan Wawrinka ainda não acabou. Multado por ofender o tenista da Suíça e sua a namorada, a croata Donna Vekic, Kyrgios levou uma "enquadrada" de Wawrinka no vestiário pouco tempo após o jogo, realizado na última quarta-feira. A informação foi revelada pelo irmão de Nick, Christos, em mensagens postadas nas redes sociais.

O irmão do tenista australiano acendeu ainda mais a polêmica ao dizer que reagiria caso estivesse no momento da discussão. "Ele [Wawrinka] colocou as mãos no Nick. Agarrou e disse um monte de palavrão. Eu estudei as leis e sei que ele não poderia fazer o que fez. Por sorte não prestaremos queixa. Esse bos... tem sorte porque eu não estava lá porque senão ele estaria fora dos próximos torneio", afirmou Christos.

Polêmico mesmo com pouco tempo de carreira, Nick Kyrgios provocou o suíço durante partida, válida pela segunda rodada do Masters 1000 de Montreal, no Canadá. O ataque verbal teve a tenista croata Donna Vekic como alvo. As câmeras da transmissão registraram o australiano provocando o rival. "Kokkinakis fod? sua namorada. Desculpe te contar isso, companheiro", afirmou para Wawrinka, que na hora não escutou a provocação, segundo microfones à beira da quadra.

O Kokkinakis citado é o tenista australiano Thanasi Kokkinakis, de 19 anos, parceiro de Nick Kyrgios nos títulos juvenis de duplas masculinas no Aberto da Austrália (2013) e em Wimbledon (2013). Já a namorada em questão é Donna Vekic, vista constantemente com Wawrinka desde que o suíço se separou de sua então mulher, Ilham Vuilloud, em abril deste ano.

Wawrinka não ouviu os recados dados pelo adversário, tomando conhecimento da provocação do rival no fim da partida, ganha por Kyrgios por 2 sets a 1 - com parciais de 6/7 (6/8), 6/3 e 4/0 quando o suíço abandonou por lesão.

Mais conteúdo sobre:
tênisNick KyrgiosStan Wawrinka

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.