Isner é eliminado e Lopez avança na estreia em Valência

Isner é eliminado e Lopez avança na estreia em Valência

Norte-americano é derrotado por Robredo em 1h20, já Lopez fecha a partida contra Gombos em pouco mais de 60 minutos

Estadão Conteúdo

21 de outubro de 2014 | 16h33

O segundo dia de disputa da chave principal do Torneio de Valência, ATP 500 disputado em quadras duras, acabou ficando marcado pela estreia de quatro cabeças de chave. Dois deles avançaram - Feliciano Lopez e Kevin Anderson -, enquanto outros dois acabaram sendo eliminados - John Isner e Gilles Simon.

Número 15 do mundo, Lopez derrotou o eslovaco Norbert Gombos, 136º colocado no ranking, por 2 sets a 0, com um duplo 6/4, em 1 hora e 6 minutos. Seu adversário nas oitavas de final será o compatriota Pablo Carreno Busta.

O norte-americano Isner, número 16 do mundo, foi eliminado ao perder para o espanhol Tommy Robredo, 21º colocado no ranking, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/3) e 6/3, em 1 hora e 20 minutos. Na próxima rodada, Robredo vai encarar o taiwanês Yen-Hsun Lu.

O sul-africano Anderson, número 17 do mundo, derrotou o alemão Philipp Kohlschreiber, 23º colocado no ranking, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, em 1 hora e 23 minutos. O eslovaco Martin Klizan será o seu oponente nas oitavas de final em Valência.

O francês Simon, 18º colocado no ranking, caiu na sua estreia com a derrota para o ucraniano Alexandr Dolgopolov, número 24 do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/3, em 1 hora e 6 minutos. Agora, Dolgopolov vai encarar outro francês, Jeremy Chardy, número 34 do mundo, que derrotou o tunisiano Malek Jaziri por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/3.

Também nesta terça-feira, o italiano Fabio Fognini bateu o espanhol Albert Ramos (6/4 e 6/2), o espanhol Fernando Verdasco superou o argentino Leonardo Mayer (6/4, 3/6 e 6/3) e o sérvio Dusan Lajovic venceu o português João Sousa (6/3 e 7/6).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.