Isner e Verdasco são eliminados no Torneio de Sydney

O norte-americano John Isner foi eliminado logo na sua partida de estreia no Torneio de Sydney, na Austrália, que dá 250 pontos ao campeão no ranking da ATP e é disputado em quadras rápidas. Nesta quarta-feira, o número 13 do mundo perdeu para o compatriota Ryan Harrison, que veio do qualifying e é o 68º colocado no ranking, por 2 sets a 0, com um duplo 6/4, em 1 hora e 14 minutos.

AE, Agência Estado

09 de janeiro de 2013 | 08h38

Cabeça de chave número 1 em Sydney, Isner disparou 10 aces na partida, o que não foi suficiente para deter Harrison, que avançou ao conseguir duas quebras de serviço em cinco oportunidades. Assim, conseguiu a primeira vitória da sua carreira sobre um Top 15. Nas quartas de final, o tenista norte-americano vai encarar o francês Julien Benneteau, que avançou com a desistência do checo Radek Stepanek, que alegou uma lesão nas costas.

Campeão da Copa Hopman na semana passada, Fernando Verdasco foi outro cabeça de chave a ser eliminado nesta quarta em Sydney. O espanhol, 24º colocado no ranking da ATP, perdeu para o usbeque Denis Istomin, número 46 do mundo, por 2 sets a 0, com um duplo 6/3, em 1 hora e 3 minutos.

Na partida, Verdasco disparou sete aces contra apenas um do adversário, mas não teve nenhuma chance para quebrar o saque de Istomin, que converteu três de cinco break points. Agora, o usbeque vai encarar o sul-africano Kevin Anderson, que venceu o espanhol Feliciano Lopez (6/3 e 6/4).

Os outros dois confrontos das quartas de final do Torneio de Sydney também foram definidos nesta quarta. O italiano Andreas Seppi venceu o australiano John Millman por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 3/6 e 6/3, e agora vai enfrentar o espanhol Marcel Granollers, que superou o italiano Fabio Fognini por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/6 (7/4).

Já o australiano Bernard Tomic venceu o alemão Florian Mayer por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/2, e agora vai lutar por uma vaga nas semifinais com o finlandês Jarkko Nieminen, que superou o eslovaco Ivo Klec (6/3 e 6/1).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.