Israel perde recurso e terá que jogar Copa Davis em outro país

Jogo foi tirado da cidade de Tel Aviv por causa do conflito na Faixa de Gaza; A ITF também manteve a decisão de tirar jogos da Ucrânia

Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2014 | 10h17

A Federação Internacional de Tênis (ITF) rejeitou nesta terça-feira o recurso de Israel e manteve o duelo com a Argentina, pelo playoff do Grupo Mundial da Copa Davis, longe de Tel Aviv. A federação israelense tem até quinta-feira para definir em qual país mandará as partidas.

O confronto com a Argentina estava marcado inicialmente para Tel Aviv, mas a ITF decidiu transferir o duelo por causa dos conflitos na Faixa da Gaza. Israel não aceitou a decisão e entrou com recursos para manter os jogos na cidade, sem sucesso. A federação do país ainda não indicou onde serão disputadas as partidas, entre os dias 12 e 14 de setembro.

A ITF manteve também a decisão de tirar o duelo entre Ucrânia e Bélgica do país vizinho à Rússia. Inicialmente, os jogos seriam realizados em Kiev. No entanto, a entidade se mostrou preocupada com a falta de segurança no local, por causa do clima tenso entre ucranianos e russos, e anunciou a mudança de sede, ainda indefinida.

A federação ucraniana deve divulgar a sede do confronto nos próximos dias. Os vencedores de cada duelo, decidido em uma série de melhor-de-cinco jogos, conquista vaga na chave do Grupo Mundial da Davis, que reúne a elite do tênis entre países.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa DavisITFIsraelUcrâniaGaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.