ITF bane por 10 anos juiz que atuou no US Open suspenso

A Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês) baniu por dez anos um juiz croata que atuou em partidas do US Open do ano passado enquanto estava suspenso. O croata Denis Pitner recebeu a dura punição porque foi juiz de linha no Grand Slam disputado em Nova York durante suspensão anterior, que tinha duração de 12 meses e que havia iniciado em agosto.

Estadão Conteúdo

19 de abril de 2016 | 16h36

Pitner sofreu a nova suspensão, que será encerrada somente em 2026, por não avisar a Associação de Tênis dos Estados Unidos, responsável por organizar o US Open. De acordo com a entidade, o juiz de linha estava liberado para atuar, uma vez que a punição inicial não fora divulgada publicamente.

O croata também atuou de forma irregular no Torneio de Doha, neste ano, e estava tentando trabalhar também em Wimbledon, o terceiro Grand Slam da temporada, em junho. Pela punição inicial, Pitner deveria ficar afastado das quadras até agosto deste ano.

Ele sofreu a primeira punição por ter enviado a um técnico informações sobre o estado físico de um jogador durante um torneio. Além disso, foi acusado de participar de apostas com os resultados de partidas de tênis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.