Kelvin Lamarque
Kelvin Lamarque

ITF quer que jogos da Copa Davis sejam de melhor de três sets

Mudanças precisam ser confirmadas pela assembleia geral da Federação

O Estado de S.Paulo

09 de março de 2017 | 16h06

Disputada há 117 anos, a Copa Davis pode enfim admitir o fim das longas partidas de cinco sets. Nesta quinta-feira, o Conselho Diretor da Federação Internacional de Tênis (ITF) aprovou que o torneio seja disputado com jogos com melhor de três sets. As mudanças precisam ser confirmadas pela assembleia geral da ITF para entrar em vigor.

Desde sua criação, em 1900, a Copa Davis tem seus jogos decididos em melhor de cinco sets, como acontece em torneios de Grand Slam. Para piorar, a Davis ainda tem o chamado "quinto set longo", que determina que o último set de uma partida só acabe quando um tenista abrir dois pontos de vantagem sobre o rival, a partir de seis, se tie-break.

Por causa disso, um jogo entre o argentino Leonardo Mayer e o brasileiro João Souza, o Feijão, na Copa Davis de 2015, durou incríveis 6 horas e 42 minutos. Em 2013, um duelo de duplas entre os checos Tomas Berdych e Lukas Rosol e os suíços Marco Chiudinelli e Stan Wawrinka durou mais de sete horas.

A ITF não foi clara se vai instituir o tie-break no quinto set dos jogos da Davis, mas indicou isso ao afirmar que as mudanças a serem votadas na assembleia geral incluem "revisão no formato dos jogos" da Davis e da Fed Cup, cujas partidas já são em melhor de três sets.

As recomendações serão votadas pela assembleia geral da ITF em agosto, em reunião em Taiwan. No ano passado, a entidade já havia aberto mão do set longo nos Jogos Olímpicos, quando as partidas têm até três sets, com exceção da final masculina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.