Jankovic arrasa algoz de Teliana e é campeã em Bogotá

Algoz da brasileira Teliana Pereira na semifinal, a argentina Paula Ormaechea não resistiu à sérvia Jelena Jankovic, principal favorita ao título, neste domingo e foi derrotada na final do Torneio de Bogotá, na Colômbia, por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/2.

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2013 | 16h01

Com o triunfo, a ex-número 1 do mundo encerrou um jejum de quase três anos sem levantar troféus no circuito da WTA. Seu último título havia sido conquistado em Indian Wells, em março de 2010. Desde então, Jankovic acumulou tropeços em finais. Ao todo, ela soma 13 títulos e 16 vice-campeonatos.

Na final deste domingo, a sérvia dominou a rival argentina com facilidade. Cedeu apenas um game à adversária e faturou duas quebras de saque no set inicial. Na segunda parcial, nem chegou a ter o serviço ameaçado. E ainda impor outras duas quebras.

Vice-campeã, Ormaechea havia eliminado Teliana Pereira, na semifinal. A atual número 1 do Brasil vinha fazendo grande campanha no torneio com uma sequência de três vitórias seguidas em uma competição de nível WTA, algo inédito na sua carreira até então.

EUA - Na chave feminina do Torneio de Memphis, a neozelandesa Marina Erakovic não precisou fazer muito esforço para ficar com o título. Após vencer o set inicial por 6/1, Erakovic contou com a desistência da alemã Sabine Lisicki, uma das favoritas ao título, para ficar com seu primeiro troféu no circuito da WTA.

Lisicki abandonou por causa de um problema gastrointestinal. "Foi muita infelicidade. Eu não estava em condições de terminar a partida. Coloquei toda a energia que tinha no jogo, mas não consegui continuar. Estava doente há três dias. Mas Marina fez um grande torneio e quero parabenizá-la pelo título", disse a tenista alemã.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisTorneio de BogotáJankovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.