Jankovic é campeã em Hong Kong e diz que pode voltar a vencer um Grand Slam

Em toda a década, Jelena Jankovic havia conquistado apenas um título de simples no circuito profissional. Neste domingo, entretanto, a tenista sérvia de 30 anos alcançou sua terceira taça de 2015, a terceira na Ásia. A veterana sagrou-se campeã do Torneio de Hong Kong ao vencer a final contra a alemã Angelique Kerber por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 7/6 (7/4) e 6/1.

Estadão Conteúdo

18 de outubro de 2015 | 11h14

"Essa vitória vai aumentar um mundo a minha confiança. Bater Angelique e a minha vitória sobre a Venus (Williams) na semifinal prova que eu ainda posso jogar em alto nível e, se eu trabalhar forte, eu posso vencer um Grand Slam no ano que vem", comentou a veterana, ao fim da partida.

Jankovic chegou a fechar a temporada de 2008 como líder do ranking mundial, mas caiu bastante na lista no início da década. Atualmente, é a 24.ª colocada, mas deverá ganhar posições na próxima atualização do ranking, na segunda-feira.

Nesta temporada, ganhou o título de Nanchang, no piso duro, em julho, e depois em Guangzhou, no mesmo tipo de superfície, em setembro. As duas taças foram obtidas na China. Agora, a conquista veio perto dali, em Hong Kong, sobre uma rival que era favorita.

Kerber chegou à decisão como número 9 do ranking mundial e precisando vencer para carimbar passaporte para o WTA Finals, que este ano vai acontecer em Cingapura. A alemã, entretanto, não mereceu ficar com o título. E a prova disso foram as quatro duplas faltas em momentos cruciais do jogo, no segundo set.

No terceiro set, Kerber precisou de atendimento médico quando já perdia por 3/0. Depois, disse que pode desistir de participar do Torneio de Moscou, na semana que vem, porque sente muitas dores nas costas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.