Marcello Zambrana/DGW Comunicação
Marcello Zambrana/DGW Comunicação

Jarry volta a surpreender, elimina favorito e vai à semi no Brasil Open

Nicolas Jarry supera o espanhol Albert Ramos-Viñolas, de virada, pelo placar de 6/7 (6/8), 6/4 e 7/6 (7/3)

Estadão Conteúdo

02 Março 2018 | 23h34

Uma das sensações desta gira sul-americana de saibro, o chileno Nicolas Jarry voltou a surpreender nesta sexta-feira. No Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, o tenista de apenas 22 anos eliminou o principal favorito ao título do Brasil Open, o espanhol Albert Ramos-Viñolas, de virada, pelo placar de 6/7 (6/8), 6/4 e 7/6 (7/3).

+ Rogerinho luta, cai em três sets e Brasil Open fica sem brasileiro

Com o feito, Jarry disputará pela segunda semana seguida uma semifinal de nível ATP, como fizera no Rio Open. Lá ele perdeu para o argentino Diego Schwartzman, que ficaria com o título. Antes, foi até as quartas de final em Quito. Agora terá nova chance de alcançar vaga em sua primeira final no circuito da ATP.

Atual 73º do ranking, Jarry soube tirar vantagem da maior velocidade da bola no saibro indoor de São Paulo para fazer a diferença nesta noite. Ele disparou 15 aces, contra apenas três do cabeça de chave número 1 do torneio e 22º do mundo. Acertou ainda 78% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço.

Num duelo equilibro do primeiro ao último ponto, não houve quebras de saque no set inicial. O espanhol ainda teve dois break points, não convertidos. Na segunda parcial, o chileno defendeu seis break points e faturou uma quebra de saque para empatar o confronto. E, no terceiro set, cada tenista obteve uma quebra antes da definição no tie-break, com domínio de Jarry.

Assim, o chileno, que está apenas começando a se aventurar nos torneios de nível ATP, despachou o atual vice-campeão do torneio paulistano. Na semifinal, ele enfrentará o argentino Horacio Zeballos, responsável por eliminar o último brasileiro vivo na chave de simples, Rogério Dutra Silva.

A outra semifinal terá o italiano Fabio Fognini, cabeça de chave número dois, e o uruguaio Pablo Cuevas, cabeça três e atual tricampeão desta competição de nível ATP 250.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.