Júlio Silva cai nas semifinais de torneio na Argentina

O brasileiro Júlio Silva, em seu melhor momento da carreira, parou nas semifinais do Torneio Challenger de Buenos Aires, na Argentina. Neste sábado, o paulista de Campinas foi derrotado pelo local Horácio Zeballos, cabeça de chave número 1, por 2 sets a 0 - com parciais de 6/3 e 6/3. Na decisão, um duelo argentino entre Zeballos e Gaston Gaudio.

AE, Agencia Estado

03 de outubro de 2009 | 16h58

A explicação do tenista brasileiro para a derrota na semifinal é o cansaço provocado pelo desgastante jogo de quase duas horas contra o espanhol Santiago Ventura. "Neste tipo de jogo contra o Zeballos, tinha que estar firme das pernas, mas deixei a desejar", analisou o número 4 do Brasil. "Não estava reagindo bem e o Zeballos pega muito bem na bola. Tive uma motivação no segundo set, quando consegui quebrar o saque dele, mas logo em seguida cedi o serviço".

Júlio Silva, atual número 158 do mundo, encerra sua participação em Buenos Aires com uma excelente campanha e na lista da próxima segunda-feira deve superar o melhor ranking da sua carreira - 155.º, em novembro de 2005 -, chegando perto dos top 150.

"Chegar à semifinal foi um resultado bom, pelo nível do torneio e dos jogadores. Agora vou trabalhar para manter isso", finalizou o brasileiro, disputa agora o Torneio Challenger de Montevidéu, no Uruguai.

BELLUCCI - O paulista Thomaz Bellucci deu sorte com uma desistência de última hora na lista da chave principal e entrou direto no Torneio de Tóquio, no Japão, que é disputado em quadra sintética e com premiação de US$ 1,2 milhão (R$ 2,13 milhões).

O tenista número 1 do Brasil e 61.º do mundo começaria a jogar o qualifying na madrugada deste sábado (de Brasília), mas nem chegou a entrar em quadra. No sorteio da chave principal, Bellucci conheceu seu primeiro adversário no torneio japonês. Será o experiente russo Mikhail Youzhny, 52.º do mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisJúlio SilvaThomaz Bellucci

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.