Júlio Silva vence em Guayaquil, mas Hocevar é eliminado

Apenas um representante do tênis brasileiro ainda está na disputa do Challenger de Guayaquil. Nesta quarta-feira, Júlio Silva venceu sua partida pelas oitavas de final e avançou às quartas no saibro equatoriano. Enquanto o número 3 do País segue no torneio, Ricardo Hocevar acabou derrotado com facilidade e foi eliminado.

AE, Agencia Estado

11 de novembro de 2009 | 20h57

Júlio Silva encarou o austríaco Andreas Haider-Maurer e não encontrou grandes obstáculos para vencer por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2. Agora, o número 147 do mundo enfrentará nas quartas o vencedor do confronto entre o equatoriano Giovanni Lapentti e o colombiano Santiago Giraldo, primeira cabeça de chave da competição.

Já Ricardo Hocevar não foi bem diante do argentino Brian Dabul, que já havia eliminado na estreia o experiente compatriota Gaston Gaudio, ex-top 5 da ATP. O brasileiro perdeu por 2 sets a 0, com um duplo 6/1 de Dabul, que espera agora pelo vencedor da partida entre o equatoriano Nicolas Lapentti, segundo cabeça de chave, e o espanhol Carlos Poch-Gradin.

Nicolas Lapentti, inclusive, foi o responsável pela eliminação de outro brasileiro. Na noite de terça-feira, João Souza foi derrotado pelo tenista local por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 6/2 e 7/5.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.