Yves Logghe/AP
Yves Logghe/AP

Kim Clijsters prioriza família e jogará pouco em 2010

Campeã do US Open, belga quer passar mais tempo com a filha e o marido; 'Ser a número 1 não é meu objetivo'

AE-AP, Agencia Estado

24 de setembro de 2009 | 10h32

A belga Kim Clijsters, campeã do US Open deste ano, afirmou nesta quinta-feira que deve priorizar a família, e que por isso jogará pouco em 2010. Ela disputará os quatro torneios de Grand Slam e mais outros quatro de caráter obrigatório, como Indian Wells, Miami, Madri e Pequim.

"Tenho que ver como as coisas funcionarão para a família. Tudo precisa continuar divertido para Jada", disse Clijsters, referindo-se à filha de 1 ano e meio, que ficou famosa durante a conquista do Us Open.

Clijsters voltou às quadras em agosto, depois de dois anos afastada das competições, justamente para ser mãe e dedicar-se à família. Embora tenha conquistado o título em Flushing Meadows e alcançado a 17ª posição do ranking, a belga afirmou que não pensa em retomar o topo da lista da WTA.

"Ser a número 1 do ranking não é meu objetivo. Seria legal, mas os Grand Slam são o principal. Vou pensar na minha carreira ano a ano. Não posso dizer que jogarei ate 2012, porque preciso priorizar minha família", disse Clijsters.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.