Divulgação
Divulgação

Klizan salva match point, bate Bellucci e pega Feijão nas oitavas

Tenista de Mogi das Cruzes é o único representante do país na chave de simples do Brasil Open, disputado no Ibirapuera

Estadão Conteúdo

10 de fevereiro de 2015 | 23h33

Thomaz Bellucci lutou muito e se viu muito perto da vitória, mas acabou derrotado de virada pelo eslovaco Martin Klizan, que venceu por 2 sets a 1, com parciais de 5/7, 6/3 e 7/5, nesta terça-feira à noite, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, em sua estreia nesta edição do Brasil Open. Com o resultado conquistado após duas horas e 34 minutos de uma partida disputadíssima, o jogador da Eslováquia garantiu vaga nas oitavas de final do ATP 250 disputado em quadras de saibro no País.

E o próximo adversário de Klizan, que chegou a salvar um match point, será o único brasileiro ainda vivo na chave de simples do Brasil Open. Trata-se de João Souza, o Feijão, que horas mais cedo derrotou o espanhol Pablo Carreño por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/6 (8/6).

Hoje na 63ª posição do ranking mundial, Bellucci acabou sucumbindo diante do atual 38º tenista da ATP. Essa foi, por sinal, a terceira derrota do brasileiro em quatro jogos diante do eslovaco, que no ano passado havia sido superado pelo rival justamente no Brasil Open, naquela ocasião por duplo 6/3 nas quartas de final.

Antes disso, Klizan também levou a melhor sobre Bellucci em outros dois confrontos, no Masters 1000 de Xangai de 2012 e no Masters 1000 de Montreal de 2013. 

Neste novo embate com Klizan, Bellucci confirmou todos os seus saques no primeiro set e aproveitou um de três break points cedidos pelo eslovaco para garantir a vantagem inicial de 7/5. Na segunda parcial, porém, o seu adversário devolveu a quebra na única chance que teve no set e, sem perder com o serviço na mão, fez 6/3 para empatar o confronto.

E a preocupação do pequeno, mas empolgado público presente ao Ibirapuera na noite desta terça se tornou maior quando Bellucci solicitou atendimento médico e ficou alguns minutos no chão e precisou ser massageado por um fisioterapeuta, aparentemente por causa de dores nas costas.

Bellucci, porém, voltou bem para quadra e logo abriu 3/0 ao confirmar seus saques e conseguir uma quebra. Depois, o brasileiro voltou a deixar o seu rendimento cair, mas mesmo assim teve um match point na mão quando sacava em 5/3. Porém, não conseguiu aproveitá-lo e acabou vendo Klizan devolver a quebra e reduzir a vantagem para 5/4, antes de empatar em 5/5, conseguir nova quebra e depois sacar para fechar em 7/5.

OUTROS RESULTADOS - Em outros jogos disputados nesta terça-feira, o colombiano Santiago Giraldo e o espanhol Fernando Verdasco confirmaram a condição de respectivos sexto e sétimo cabeças de chave. O primeiro deles superou o belga Kimmer Coppejans por 2 sets a 0, com 7/5 e 7/6 (7/4). Já Verdasco passou pelo argentino Maximo Gonzalez por 6/2 e 6/3 e terá como próximo rival na capital paulista o sérvio Dusan Lajovic, que bateu o espanhol Pablo Andujar por 2 sets a 1, com 3/6, 6/3 e 6/2.

Já o argentino Juan Monaco foi eliminado pelo holandês Thiemo de Bakker, que ganhou por 2 sets a 1, de virada, com 6/7 (5/7), 7/6 (7/4) e 6/4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.