Koch e Meligeni integram chapa na CBT

Dois dos maiores tenistas brasileiros da história, Thomaz Koch e Fernando Meligeni, irão fazer parte da chapa da oposição, denominada Movimento Tênis Brasil, na eleição da Confederação Brasileira de Tênis (CBT). A participação deles será oficializada nesta sexta-feira, numa reunião marcada para às 10 horas, em um hotel em São Paulo. "Não sei ainda se entrarei como vice-presidente ou diretor-técnico da CBT", disse Meligeni. Já Thomaz Koch, sempre fiel ao seu estilo sereno, revelou seu desejo de que a eleição ocorra dentro de um clima democrático. "Espero que seja feita a vontade da maioria, com todos podendo votar com tranqüilidade." Além de Meligeni e Thomaz Koch, vários presidentes de federações do grupo de oposição já começaram a chegar a São Paulo nesta quinta-feira. As chapas devem ser oficialmente inscritas até às 17 horas desta sexta-feira na sede da CBT, também na capital paulista.A situação, que terá provavelmente José Farani como candidato à sucessão de Nelson Nastás, não se manifestou ainda. O atual administrador jurídico da CBT, Sérgio Opréa de Carvalho, continua buscando a regularização de várias federações, que estariam sem condições de voto.Neste fim de semana também é esperada uma ação judicial de Nastás para tentar retomar o comando da CBT e com isso, poder comandar a eleição do dia 17, programada para Brasília, mas ainda em local não anunciado.Para observar o processo sucessório na CBT, até mesmo o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), através do presidente interino André Richer, manifestou a intenção de mandar para Brasília um representante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.