Peter Cziborra/Reuters
Peter Cziborra/Reuters

Kvitova conta com desistência e volta a uma final seis meses após ser esfaqueada

Tenista checa passa pela compatriota Lucie Safarova no início do segundo set e encara a jovem Ashleigh Barty

Estadao Conteudo

24 de junho de 2017 | 12h30

A checa Petra Kvitova precisou jogar apenas oito games neste sábado para garantir vaga à final do Torneio de Birmingham, preparatório para o Grand Slam de Wimbledon. Isso porque a compatriota Lucie Safarova abandonou a partida por conta de um estiramento muscular na coxa direita.

Será a primeira final de torneio da checa depois que teve a mão esquerda esfaqueada em uma invasão à sua casa, há seis meses. Kvitova retornou às quadras em maio, em Roland Garros. Venceu o jogo de estreia contra a norte-americana Julia Boserup, mas perdeu em seguida para a também norte-americana Bethanie Mattek-Sands.

Sétima cabeça de chave em Birmingham, Kvitova vencia com facilidade o duelo deste sábado. Fechou o primeiro set em 6/1 e havia aberto 1 a 0 de vantagem no segundo. Safarova veio de uma desgastante quartas de final, quando derrotou a australiana Daria Gavrilova por 2 sets a 1, de virada, em mais de três horas de partida.

Na decisão, que acontece neste domingo, Kvitova vai encarar uma zebra do torneio. A australiana Ashleigh Barty, de 21 anos e número 77 do ranking, que derrotou na outra semifinal a espanhola Garbine Muguruza, sexta cabeça de chave, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/4 e 6/3.

Barty chega embalada depois de ter vencido seu primeiro WTA em Kuala Lumpur, quando veio do qualifying. Na decisão, no entanto, ela vai encarar um especialista na grama. Kvitova é bicampeã de Wimbledon e disputará sua primeira final nesta superfície desde o título em 2014 do Grand Slam londrino.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.