Kvitova impõe 1ª derrota do ano à Serena e fará final de zebras com Kuznetsova

Depois de a russa Maria Sharapova ter sido surpreendida pela sua compatriota Svetlana Kuznetsova no primeiro jogo do dia, Petra Kvitova conseguiu um feito ainda mais expressivo ao vencer a norte-americana Serena Williams no outro jogo da semifinal do Torneio de Madri. Nesta sexta-feira, a tenista checa impôs a primeira derrota do ano à líder do ranking mundial ao vencer por 2 sets a 0, com contundentes parciais de 6/2 e 6/3.

Estadão Conteúdo

08 de maio de 2015 | 10h08

Campeã na capital espanhola em 2011, Kvitova liquidou Serena em apenas 73 minutos e assim encerrou uma invencibilidade de 27 vitórias da adversária, que não perdia uma partida desde o Masters da WTA, torneio que fechou a temporada passada, em Cingapura, onde caiu diante da romena Simona Halep na fase de grupos da competição que reúne as oito melhores tenistas do ano.

Com o inesperado triunfo, até pelo fato de que havia perdido todos os cinco duelos anteriores que travou com Serena, Kvitova irá fazer uma final de zebras na decisão em Madri. Poucas horas mais cedo, Kuznetsova desbancou o favoritismo de Sharapova, hoje a terceira tenista do mundo, também com autoridade ao aplicar 6/2 e 6/4.

Para superar Serena, Kvitova exibiu força já a partir do primeiro set. Embora tenha tido o seu saque quebrado por uma vez na parcial, a checa converteu três de sete break points para abrir a vantagem inicial de 6/2.

No segundo set, por sua vez, a norte-americana voltou a conseguir uma quebra de saque, mas Kvitova novamente foi feliz em três oportunidades de ganhar games no serviço da adversária e fez o 6/3 que encerrou a partida.

Hoje na quarta posição do ranking mundial, Kvitova irá defender na final deste sábado uma vantagem de três vitórias em quatro duelos diante de Kuznetsova. A russa, porém, levou a melhor no último deles, na edição de 2014 de Roland Garros. Este foi, por sinal, o único confronto entre as duas em piso de saibro como o do Torneio de Madri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.