Henry Romero/Reuters
Henry Romero/Reuters

Kyrgios confirma boa fase e avança à final em Acapulco contra Alexander Zverev

Australiano derrota o americano John Isner por 2 sets a 1 - com parciais de 7/5, 5/7 e 7/6 (9/7)

Redação, Estadão Conteúdo

02 de março de 2019 | 10h08

A semana está sendo perfeita para o australiano Nick Kyrgios no Torneio de Acapulco. No ATP 500 realizado em quadras rápidas no México, o tenista de 23 anos despachou o espanhol Rafael Nadal e o suíço Stan Wawrinka em rodadas anteriores e na noite de sexta-feira (madrugada de sábado no Brasil) conseguiu a sua classificação à final ao derrotar o norte-americano John Isner por 2 sets a 1 - com parciais de 7/5, 5/7 e 7/6 (9/7), após 2 horas e 21 minutos.

Assim como foi contra Nadal, o atual número 2 do mundo, e contra Wawrinka, um ex-Top 3, Kyrgios teve de superar uma batalha em quadra para ganhar de Isner, hoje o nono colocado do ranking da ATP. "Foi muito bom, um jogo divertido. Sabia que não seria aquela correria dos outros jogos. Ele é um bom amigo e tem me apoiado muito. Batalhar contra ele foi muito especial para mim", disse o australiano.

Apenas na 72.ª posição do ranking devido a um período repleto de problemas físicos, Kyrgios irá disputar a sua primeira final desde que conquistou o seu quinto título de ATP, em Brisbane (um ATP 250 na Austrália), no ano passado.

Seu adversário na decisão será outra pedreira. Número 3 do mundo, o alemão Alexander Zverev derrotou o britânico Cameron Norrie, 64.º colocado da ATP, por 2 sets a 0 - com parciais de 7/6 (7/0) e 6/3, após 1 hora e 20 minutos de jogo.

Com apenas 21 anos, Zverev buscará neste sábado, em sua 16.ª final na carreira, o seu 11.º título na ATP e o primeiro na temporada de 2019. Contra Kyrgios, o alemão já jogou seis vezes e o confronto direto está empatado em 3 a 3. "Vai ser outro jogo incrivelmente difícil. Ele é um grande jogador, muito profissional, tem todos os recursos. Cresci jogando o circuito juvenil com ele, então nos conhecemos bem. Será divertido", afirmou o australiano.

FEMININO 

Algoz da brasileira Beatriz Haddad Maia nas quartas de final, a chinesa Yafan Wang conseguiu nesta sexta-feira a sua classificação à final em Acapulco. Número 65 do mundo, a tenista de 24 anos venceu de virada a croata Donna Vekic, cabeça 3 do torneio e 28.ª do ranking da WTA, por 2 sets a 1 - com parciais de 2/6, 6/3 e 6/1.

Wang fará a sua primeira final de WTA na carreira e terá pela frente a norte-americana Sofia Kenin, de 20 anos e 35.ª do ranking, que derrotou a canadense Bianca Andreescu por 2 sets a 1 - com parciais de 6/4, 3/6 e 7/5.

Mais conteúdo sobre:
Nick KyrgiosRafael Nadaltênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.