Pedro Pardo/AFP
Pedro Pardo/AFP

Kyrgios se coroa campeão em Acapulco com vitórias sobre tenistas do Top 10

Australiano de 23 anos chega ao título após bater três favoritos na campanha

Redação, Estadão Conteúdo

03 de março de 2019 | 09h38

Nick Kyrgios trocou as vaias por aplausos na campanha para conquistar o quinto título de sua carreira em uma semana memorável, em que venceu três dos dez melhores tenistas do mundo, sendo coroado campeão do Torneio de Acapulco.

Em final disputada no início da madrugada deste domingo (no horário de Brasília), Kyrgios, que está em 72º lugar no ranking da ATP, derrotou o alemão Alexander Zverev por 6/3 e 6/4, para alcançar seu primeiro troféu no circuito da ATP desde que foi campeão em Brisbane no início de 2018.

O australiano de 23 anos derrotou o espanhol Rafael Nadal, o número dois do mundo, na segunda rodada, e depois passou, nas quartas de final, pelo suíço Stan Wawrinka, ex-número três, antes de vencer o norte-americano John Isner (9) nas semifinais e Zverev (3) na decisão.

"Estou feliz, estou jogando meu melhor tênis em muito tempo, essa semana eu joguei muito melhor e saquei bem. Zverev é um grande amigo, uma ótima pessoa e um ótimo exemplo para quem joga tênis, tem 21 anos e ganhou muitos campeonatos, me sinto feliz pelo título, mas um pouco triste por ele", disse. "Pessoalmente, isso me dá confiança no meu jogo, meu jogo é de um jogador 'Top 10', mas eu ainda não faço as coisas certas o tempo todo. Quando eu fizer, serei desse grupo. Eu nem sequer tenho um treinador, talvez eu comece por aí".

Kyrgios, que ganhou seus outros títulos em 2016, em Marselha, Atlanta e Tóquio, foi vaiado depois de eliminar Nadal e voltou a ouvir reclamações das arquibancadas após bater Wawrinka.

Pouco a pouco, ele foi conquistando o público e já contra Isner começou a ouvir aplausos dos torcedores, que o ovacionaram na decisão. "Houve muitas emoções ao longo da semana, a torcida foi impressionante. Foi uma ótima atmosfera. Para mim, foi incrível tudo o que aconteceu, sem dúvida vou voltar no próximo ano e por muitos mais anos", acrescentou.

Zverev ficou a um passo do 11º título da sua carreira e agora está em desvantagem de 4 a 3 no confronto direto com Kyrgios. "Quando você vence três dos melhores jogadores do mundo e um campeão de Grand Slam, tem todos os méritos para ser campeão, todos devem dar o crédito para Nick", disse o alemão.

Kyrgios, que salvou três match points contra Nadal, receberá uma premiação de US$ 367.630 (aproximadamente R$ 1,388 milhão) e 500 pontos que deverão levá-lo a saltar para o 31º lugar na atualização desta segunda-feira do ranking da ATP.

YAFAN WANG SURPREENDE ENTRE AS MULHERES

Na chave feminina do Torneio de Acapulco, a chinesa Yafan Wang completou uma semana dos sonhos ao conquistar o primeiro título de sua carreira. Com uma virada pelo segundo jogo seguido, ela superou a norte-americana Sofia Kenin por 2/6, 6/3 e 7/5, se consagrando campeã.

Nas semifinais, a chinesa de 24 anos perdeu o primeiro set contra a croata Donna Vekic, terceira cabeça de chave, mas reagiu para avançar à decisão, onde ela repetiu a dose contra Kenin, a quinta favorita. Antes, nas quartas de final, havia passado pela brasileira Beatriz Haddad Maia.

Número 65 do mundo, Wang disputou apenas a segunda final da sua carreira. Kenin buscava o seu segundo título, sendo que o, até agora único, foi assegurado nesta temporada, em Hobart, na Austrália.

Mais conteúdo sobre:
Nick Kyrgiostênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.