Thomas Peter/Reuters
Thomas Peter/Reuters

Lesionados, Berdych e Kyrgios desistem de temporada e só voltam em 2018

Australiano vem de vice-campeonato no torneio de Pequim, mas sentia lesão desde a fase inglesa do calendário, a exemplo do checo

Estadão Conteúdo

19 Outubro 2017 | 16h22

A lista de baixas no tênis masculino nesta temporada ganhou dois reforços nesta quinta-feira. O checo Tomas Berdych e o australiano Nick Kyrgios anunciaram que não competirão mais neste ano por conta de problemas físicos. A dupla só voltará a jogar no circuito em 2018.

+ Bruno Soares avança nas duplas no Torneio de Estocolmo

Kyrgios vem lidando com dores no quadril desde o Torneio de Queen's, na Inglaterra. "Infelizmente, por causa de dores no quadril, vou ter que interromper a minha temporada para estar nas melhores condições possíveis para o verão australiano", afirmou o atual número 20 do mundo. "Se eu não parar agora, posso precisar de cirurgia depois."

Já Berdych, ex-número quatro do mundo, alegou dores nas costas para desistir dos últimos torneios do ano. "Estou com dores no local desde Wimbledon. E, na minha última partida em Pequim, senti que as dores estavam piorando", disse o checo, nas redes sociais. "Fui aconselhado pelos meus médicos a descansar um pouco e fazer o tratamento, para estar completamente em boas condições no início da temporada de 2018."

Berdych e Kyrgios vão ficar de fora do Torneio de Viena, de nível ATP 500, e do Masters 1000 de Paris, duas das principais competições desta reta final da temporada. Os dois ainda tinham chances de classificação para o ATP Finals, que reúne os oito melhores da temporada em Londres, no próximo mês. Por enquanto, somente quatro tenistas estão garantidos na competição que encerra o ano.

A dupla se junta a outros tenistas que também encerraram suas temporada mais cedo, em razão de problemas físicos. Na quarta, foi a vez do canadense Milos Raonic. Antes dele, finalizaram o ano o sérvio Novak Djokovic, o escocês Andy Murray, o suíço Stan Wawrinka e o japonês Kei Nishikori.

Mais conteúdo sobre:
Tênis tênis Tomas Berdych Nick Kyrgios

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.