Danielle Parhizkaran / USA Today Sports
Danielle Parhizkaran / USA Today Sports

Leylah Fernandez derrota Aryna Sabalenka e está na final do US Open

A tenista, de 19 anos, superou Naomi Osaka, Angelique Kerber e Elina Svitolina no último Grand Slam do ano

Redação, Estadao Conteudo

09 de setembro de 2021 | 23h24

A canadense Leylah Fernandez, 76ª do ranking mundial, garantiu presença na final do US Open, nesta quinta-feira, ao derrotar a bielo-russa Aryna Sabalenka, número 2 do mundo, por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/3), 4/6 e 6/4 em 2h20.

A tenista, de 19 anos, somou mais um grande triunfo no último Grand Slam do ano, após já ter superado o favoritismo de Naomi Osaka, Angelique Kerber e Elina Svitolina. Fernandez vai tentar repetir o feito de sua compatriota Bianca Andreescu, que, em 2019, com a mesma idade, foi campeã em Nova York.

Aos 23 anos, Sabalenka, atrás apenas da australiana Ashleigh Barty no ranking, perdeu uma semifinal de Grand Slam pela segunda vez na temporada, pois caiu na mesma fase em Wimbledon.

Com golpes fortes, Sabalenka abriu 4 a 1 no primeiro set, mas perdeu ritmo no fim da parcial e viu Fernandez aumentar sua confiança na troca de bolas no fundo de quadra. A bielo-russa chegou a ter um set-point quando vencia por 6/5, mas não aproveitou a oportunidade. A partir daí, ela passou a errar bastante e a canadense não desperdiçou a chance.

Sabalenka voltou bem para o segundo set e abriu 2 a 0, mas permitiu a reação de Fernandez mais uma vez. O equilíbrio permaneceu até 4 a 4, mas a bielo-russa readquiriu seu melhor jogo, fechou o set e empatou a partida.

Fernandez começou mais intensa o set decisivo e abriu 4 a 2, mas Sabalenka devolveu a quebra de serviço e reequilibrou a disputa. A aproximação da rival não abalou os nervos da jovem canadense, que sacou para 5 a 4 e viu a bielo-russa cometer duas duplas seguidas para vencer o equilibrado duelo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.