Liderada por Murray, Grã-Bretanha convoca equipe para a final da Davis

Liderada por Andy Murray, atual vice-líder do ranking mundial, a Grã-Bretanha convocou nesta terça-feira cinco tenistas para a disputa da final da Copa Davis. A nação irá encarar a Bélgica entre os próximos dias 27 e 29, na cidade de Gent (BEL), em busca de seu primeiro título na competição desde 1936.

Estadão Conteúdo

17 de novembro de 2015 | 13h01

Na luta para encerrar este jejum que dura 79 anos, os britânicos também contarão com Jamie Murray, irmão de Andy, James Ward, Kyle Edmund e Dominic Inglot para a série melhor de cinco partidas diante dos belgas, que escolheram o piso de saibro como superfície dos confrontos marcados para acontecer na arena coberta Flanders Expo de Gent.

Atualmente na disputa do ATP Finals, no qual estreou na última segunda-feira derrotando o espanhol David Ferrer no torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada, o escocês Andy Murray festejou nesta terça a chance que terá de levar a Grã-Bretanha a um título histórico para a nação.

"Representar nossos país na final da Copa Davis é uma grande honra e será uma nova experiência para mim e para toda a equipe", afirmou o atual número 2 da ATP, que depois completou: "Estou realmente empolgado com este duelo na Bélgica, onde eles (adversário) contam com jogadores muito talentosos que irão tornar este desafio muito duro".

Finalista, a Grã-Bretanha eliminou Austrália, França e Estados Unidos em sua campanha até a decisão. Já os belgas passaram pela atual campeã Suíça (então desfalcada de Roger Federer e Stan Wawrinka), Canadá e Argentina no Grupo Mundial de 2015 da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.