Lleyton Hewitt não vai além da primeira rodada no US Open

Campeão do torneio em 2001, australiano já não vive os melhores momentos da carreira e caiu nos EUA por 3 a 0 para Tomas Berdych

Estadão Conteúdo

27 de agosto de 2014 | 17h45

Campeão do US Open em 2001, o australiano Lleyton Hewitt teve participação curta na edição deste ano do quarto e último torneio do Grand Slam na temporada do tênis. Nesta quarta-feira, em Nova York, ele foi eliminado logo na estreia, ao perder para o checo Tomas Berdych por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/4 e 6/3.

Ex-número 1 do mundo - ocupa hoje a 41ª posição -, Hewitt não conseguiu fazer frente a Berdych e acabou perdendo em 2 horas e 18 minutos de jogo. Assim, o checo confirmou seu favoritismo e ampliou a vantagem no histórico do confronto com o australiano, agora com três vitórias em três confrontos entre eles.

Atualmente em sétimo lugar no ranking, Berdych já conhece seu adversário na segunda rodada do US Open. Será o eslovaco Martin Klizan, número 65 do mundo, que também se classificou nesta quarta-feira, ao derrotar o belga Steve Darcis por 3 sets a 2, com parciais de 3/6, 2/6, 7/6 (7/5), 7/5 e 6/4.

Em outros resultados do dia na chave masculina do torneio, o croata Marin Cilic avançou após o abandono do cipriota Marcos Baghdatis, o sul-africano Kevin Anderson ganhou do uruguaio Pablo Cuevas por 6/3, 6/7 (3/7), 4/6, 6/2 e 7/6 (7/1) e o russo Teymuraz Gabashvili derrotou o colombiano Santiago Giraldo por 6/3, 1/6, 7/6 (8/6) e 6/3.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisUS Openlleyton hewitt

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.