Reprodução/Luisa Stefani Instagram
Reprodução/Luisa Stefani Instagram

Luisa Stefani vence de virada e passa às oitavas em duplas no Aberto da Austrália

Adversárias das quartas de final serão as japonesas Shuko Ayoama e Ena Shibahara

Redação, Estadão Conteúdo

12 de fevereiro de 2021 | 08h36

A brasileira Luísa Stefani e a americana Hayley Carter levaram um susto nesta sexta-feira, mas conseguiram avançar às oitavas de final da chave de duplas do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam da temporada. Em partida válida pela segunda rodada, as cabeças de chave 12 tiveram que buscar a virada diante da espanhola Paula Badosa e da montenegrina Danka Kovinic por 2 sets a 1 - com as parciais de 4/6, 6/0 e 6/1.

"Bem feliz com a vitória de hoje (sexta-feira). Começamos com um pouco de dificuldade no saque da minha parceira e não estávamos encaixando bem as devoluções. Mesmo assim, continuamos confiantes, pois sabíamos o que fazer, era só encaixar e jogar um pouco melhor. Fomos melhorando e, no final do primeiro set, mesmo perdendo, já estávamos engrenadas. No segundo e terceiro jogamos super bem. Sacamos bem e encaixamos melhor as devoluções. Elas acabaram desmontando. Foi uma boa vitória", detalhou a brasileira.

Na luta por uma vaga nas quartas de final, Stefani e Carter enfrentarão mais uma vez em 2021 as japonesas Shuko Ayoama e Ena Shibahara, sétimas pré-classificadas, que bateram as convidadas da casa Lizette Cabrera e Maddison Inglis também de virada por 2 sets a 1 - parciais de 5/7, 7/6 (7/5) e 6/0. A brasileira e a americana perderam a final do WTA 500 de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, em janeiro, para as orientais, mas as venceram nas oitavas do último US Open.

"É a dupla a ser batida nesse começo de ano. As japonesas venceram os dois torneios da temporada e estão jogando super bem, entrosadas e confiantes. Mas a gente também vem bem. Conhecemos bastante essas adversárias e vamos usar isso a nosso favor. Todos os jogos contra elas têm sido bem parelhos. Vamos buscar alguns ajustes do que fizemos em Abu Dabi para garantir a revanche", finalizou Stefani.

Em quadra, Badosa e Kovinic foram melhores no primeiro set, conseguiram duas quebras e só perderam o saque uma vez. Só que o placar adverso não assustou Stefani e Carter, que depois de perder a parcial inicial por 6/4, mostraram por que eram as favoritas no duelo e acabaram tomando conta da partida.

A arrancada da brasileira e da americana aconteceu com uma incrível sequência de 11 games, aplicando um "pneu" no segundo set e obtendo uma confortável vantagem de 5/0 no terceiro. As rivais então voltaram a confirmar o serviço e evitaram perder mais uma parcial de zero, mas não conseguiram escapar da derrota e foram eliminadas de virada.

MASCULINO - Depois de vencerem o italiano Stefano Travaglia e o sérvio Laslo Djere por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/2, o brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray conheceram nesta sexta-feira quem serão seus rivais nas oitavas de final em Melbourne. Eles jogarão contra o italiano Simone Bolelli e o argentino Máximo González, que bateram os italianos Lorenzo Sonego e Andrea Vavassori por 6/2 e 7/6 (7/5).

A dupla cabeça de chave número 6 do primeiro Grand Slam do ano é uma das favoritas à conquista do título. Eles estão embalados após ganharem o Great Ocean Road, o primeiro torneio disputado após voltarem a jogar juntos. Campeão na Austrália em 2016, Bruno Soares, de 38 anos, está em quinto lugar no ranking de duplas. Ele também soma dois troféus no US Open.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.