Marcelo Melo decepciona e cai na estreia no US Open

Brasileiro perde chance de recuperar a liderança do ranking de duplas ao fim da competição

Agência Estado, Estadão Conteúdo

31 de agosto de 2016 | 20h44

De nada adiantou a boa fase vivida por Marcelo Melo e Ivan Dodig no circuito. Vindos dos títulos consecutivos dos Masters 1000 de Toronto e Cincinnati, brasileiro e croata foram derrotados logo na primeira rodada de duplas masculinas no US Open. Nesta quarta-feira, a dupla cabeça de chave número dois foi batida pelos locais Nicholas Monroe e Donald Young por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 7/6 (7/2).

Com a queda na estreia, eles repetiram a campanha do ano passado, quando levaram 2 sets a 1 do sueco Robert Lindstedt e do britânico Dominic Inglot. O revés desta quarta é mais doloroso porque Melo e Dodig chegaram a abrir 5/2 no set inicial. Eles caíram de rendimento e permitiram a virada na parcial, dando confiança aos rivais, que selaram a vitória em 1h38min de confronto.

A eliminação precoce acabou com as chances de Melo recuperar a liderança do ranking de duplas ao fim do US Open. Já Monroe e Young seguem vivos na chave, de olho na segunda rodada. Seus próximos adversários serão os sérvios Dusan Lajovic e Viktor Troicki.

Enquanto Melo surpreendia com a derrota inesperada, Bruno Soares faturava mais uma vitória em Nova York. Após estrear com triunfo nas duplas masculinas, mais cedo, ele e a casaque Yaroslava Shvedova venceram o paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi e a chinesa Yifan Xu por 2 a 0, com parciais de 6/4, 3/6 e 10/8.

SIMPLES - O canadense Milos Raonic protagonizou nesta quarta uma das maiores zebras da competição até agora. O vice-campeão de Wimbledon, quinto cabeça de chave do US Open, levou uma virada do local Ryan Harrison e se despediu na segunda rodada. O tenista da casa venceu por 3 sets a 1, com parciais de 6/7 (4/7), 7/5, 7/5 e 6/1.

Já os franceses Jo-Wilfried Tsonga e Gael Monfils, 9º e 10º cabeças de chave, confirmaram vaga na terceira rodada. Tsonga precisou de quatro sets para superar o australiano James Duckworth por 6/4, 3/6, 6/3 e 6/4, enquanto Monfils despachou o checo Jan Satral por 7/5, 6/4 e 6/3.

Na sequência, Monfils vai encarar o experiente espanhol Nicolas Almagro, que bateu nesta quarta o uruguaio Pablo Cuevas, 18º cabeça de chave, por 7/6 (7/5), 6/4 e 7/6 (11/9). Tsonga, por sua vez, enfrentará o sul-africano Kevin Anderson.

Sétimo pré-classificado, o croata Marin Cilic também espantou a zebra nesta quarta ao eliminar o ucraniano Sergiy Stakhovsky por 6/1, 6/2 e 6/3. Seu próximo adversário será o local Jack Sock, que derrotou o alemão Mischa Zverev por 6/1, 6/1 e 6/2.

Já o espanhol Albert Ramos e o francês Benoit Paire, ambos cabeças de chave, se despediram da chave de simples. Paire caiu diante do experiente cipriota Marcos Baghdatis por 6/2, 6/4, 3/6 e 6/4, enquanto Ramos foi batido pelo russo Andrey Kuznetsov por 7/5, 6/4 e 7/6 (7/5).

Outro a avançar nesta quarta foi o russo Mikhail Youzhny. Ao superar o argentino Guido Pella por 6/2, 6/1 e 7/6 (7/3), ele se credenciou para o confronto com o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo, na terceira rodada.

RECORDE - Aos 37 anos, o croata Ivo Karlovic voltou a bater recorde em sua carreira. No triunfo sobre o taiwanês Yen-hsun Lu, por 4/6, 7/6 (7/4), 6/7 (4/7), 7/6 (7/5) e 7/5, o croata anotou nada menos que 61 aces. Trata-se do novo recorde de aces em uma mesma partida do US Open, superando os 49 do holandês Richard Krajicek, registrado em 1999.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.