Andy Wong/AP
Andy Wong/AP

Marcelo Melo festeja escolha do COB como melhor tenista pelo segundo ano seguido

Mineiro conquistou quatro título ao longo da temporada e foi vice do US Open ao lado de Lukasz Kubot

Estadão Conteúdo

22 de novembro de 2018 | 12h46

O mineiro Marcelo Melo só tem o que comemorar ao final desta temporada. Já de férias após a disputa do ATP Finals - torneio em Londres que reuniu as oito melhores duplas do ano -, o tenista festejou nesta quinta-feira a escolha de seu nome pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) como o melhor do tênis brasileiro em 2018.

Melo foi escolhido o melhor tenista pelo segundo ano consecutivo para o Prêmio Brasil Olímpico, tradicional evento organizado pelo COB, que em 2018 chega à 20.ª edição. No ano passado, ele comemorou duas vezes na premiação: como vencedor em sua modalidade e também no geral, como Melhor Atleta de 2017.

"Muito feliz por ter sido escolhido, mais uma vez, como melhor tenista brasileiro pelo COB. Ano passado foi muito emocionante ter participado da premiação, eleito como melhor atleta de 2017. Agora, 2018 foi mais uma temporada excelente junto com o Lukasz (Kubot, polonês) e é sempre uma honra receber esse troféu", destacou Melo, em declarações divulgadas pela sua assessoria de imprensa nesta quinta-feira.

A cerimônia de premiação do Prêmio Brasil Olímpico será no Teatro Bradesco, no Rio de Janeiro, no dia 18 de dezembro. A escolha dos melhores em 51 modalidades esportivas, assim como o melhor atleta do ano - no masculino e no feminino -, é realizada por um júri formado por jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte.

A premiação chega após uma temporada em que Melo - ao lado de Lukasz Kubot - conquistou quatro títulos e, mais uma vez, encerrou o ano no Top 10 do ranking mundial individual de duplas da ATP, dividindo a nona colocação com o polonês.

Melo e Kubot conquistaram o ATP 250 de Sidney, na Austrália; o ATP 500 de Halle, na Alemanha; o ATP 500 de Beijing e o Masters 1000 de Xangai, ambos na China. Nos Grand Slam de 2018, o melhor resultado foi o vice no US Open, em Nova York.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.