Leandro Martins/Divulgação
Leandro Martins/Divulgação

Marcelo Melo ganha e avança à semifinal de duplas do Brasil Open

Brasileiro e o austríaco Julian Knowle se classificam à semifinal do torneio paulista e esperam rivais de confronto entre colombianos

NATHALIA GARCIA, O Estado de S. Paulo

12 de fevereiro de 2015 | 19h17

Diante de um público espremido e desconfortável na quadra secundária, com capacidade apenas para 550 pessoas, o brasileiro Marcelo Melo e o austríaco Julian Knowle superaram os argentinos Leonardo Mayer e Carlos Berlocq por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 7/6 (7-3), e se garantiram nas semifinais do Brasil Open, em São Paulo. Ao fim da partida, o duplista brasileiro atendeu os fãs, dando autógrafos e tirando fotos.

Os próximos adversários de Melo e Knowle serão os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, cabeças de chave número dois, que venceram seus compatriotas Nicolas Barrientos e Santiago Giraldo com facilidade em dois sets diretos, com um duplo 6/2, em apenas 55 minutos de jogo. 

A partida do tenista da casa estava prevista para não antes das 14h30, mas teve início às 17 horas. O atraso foi desencadeado porque Berlocq abriu a programação da chave de simples diante de Santiago Giraldo na quadra central, no Ginásio do Ibirapuera, às 12h30, e precisou de 1h30 de descanso depois do primeiro duelo para voltar a entrar em ação ao lado de seu compatriota.

Marcelo Melo foi o primeiro a sacar e não enfrentou qualquer resistência dos tenistas argentinos. A primeira quebra de saque veio logo no início e foi confirmada no game seguinte. Assim, a dupla do brasileiro e do austríaco abriu 3/0. Mayer e Berlocq esboçaram uma reação no quinto game e deram trabalho no sétimo ao fazerem 15/40, mas desperdiçaram os break points. Quando o jogo estava em iguais, Mayer furou na devolução, aparentemente atrapalhado pelo iluminação, e viu Melo e Knowle cravarem 5/2.

O set poderia ter acabado em uma nova oportunidade de quebra do brasileiro, porém ele não conseguiu concretizá-la. Ainda que Berlocq tenha se irritado e jogado sua raquete no painel no fundo da quadra, os argentinos cresceram em quadra e conseguiram se recolocar no jogo ao vencerem três games seguidos. Assim, o jogo ficou empatado por 5/5. Mas Marcelo Melo e Julian Knowle não se intimidaram e continuaram vivos no jogo. Com uma nova quebra no momento decisivo, eles fecharam o primeiro set por 7/5.

O segundo set começou um pouco mais complicado para a parceria do anfitrião. Com o austríaco Knowle no saque, os argentinos colocaram pressão e quase levaram a melhor. No entanto, ele manteve a calma e confirmou o serviço. O jogo ficou mais equilibrado, com cada dupla fazendo a sua parte.

Um ponto importante veio no oitavo game, quando Melo e Knowle quebraram o saque dos rivais, fazendo 5/3, e tiveram a chance de fechar a partida. O placar marcava 40/40, mas os argentinos não se abateram e apostaram na ofensividade. A fórmula deu certo, Mayer e Berlocq fizeram 5/4 e em seguida garantiram o empate. O jogo continuou igualado e foi decidido no tie-break. Mais consistente, a dupla do brasileiro fechou o segundo set e o confronto por 7/6 (7/3).

Tudo o que sabemos sobre:
tênisBrasil OpenMarcelo Melo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.