Ray Acevedo/EFE
Ray Acevedo/EFE

Maria Sakkari tira Paula Badosa da luta pelo bi e enfrenta Swiatek na final de Indian Wells

Vaga para decisão foi conquistada após vitória por 2 sets 1, com parciais de 6/2, 6/4 e 6/1

Redação, Estadão Conteúdo

19 de março de 2022 | 12h17

A grega Maria Sakkari, número 6 do mundo, garantiu vaga na final de Indian Wells, neste sábado, ao vencer a atual campeã Paula Badosa por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 6/4 e 6/1. Assim, enquanto o sonho do bicampeonato chega ao fim para a espanhola, vencedora da edição de 2021 e  atual sétima colocada do ranking, Sakkari se prepara para sua primeira decisão de WTA 1000, na qual terá Iga Swiatek como adversária.

A grega já disputou uma final nesta temporada, no WTA 500 de São Petersburgo, e acabou derrotada pela estoniana Anett Kontaveit. Em disputas de nível 1000, já havia disputado quatro semifinais, sem nunca ter conseguido avançar para a disputa do título, sina que se encerrou neste final de semana.

“Serei fatalmente honesta ao dizer que nunca pensei sobre isso. Eu tenho um monte de gente ao meu redor me falando sobre as semifinais e que eu não era capaz de superar esse obstáculo. Mas eu nunca pensei nisso porque eu sempre estive confiante e tinha muita fé que eu iria superar isso em breve, e deu certo, eu acho”, afirmou a finalista depois do jogo. 

Sakkari levou a fé para dentro da quadra e a combinou com muito foco para dominar o primeiro set em 37 minutos, com 11 winners contra apenas dois da adversária. Badosa reagiu no segundo set, graças à força de seu saque, em um aproveitamento de 72,4%, e conseguiu duas quebras até levar ao terceiro set. 

A decisão foi de um jogo consistente e agressivo de Sakkari, que abriu 2 a 0 no início. Depois disso, até viu a espanhola ameaçar reagir com uma vitória no game seguinte, mas retomou o comando e venceu os outros quatro games para selar a classificação.

SWIATEK E MASTERS 1000

Mais cedo, Iga Swiatek, número 4 do mundo, alcançou a décima vitória consecutiva na temporada da WTA ao bater a romena Simona Halep, campeã de Indian Wells em 2015, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (6) e 6/4. Após levar o título em Doha, no mês passado, a polonesa de 20 anos busca mais uma conquista de WTA 1000 na temporada. 

A classificação para a decisão nos Estados Unidos já garantiu uma nova ascensão no ranking para Swiatek, que teve outros bons resultados neste ano, como a semifinal alcançada no Aberto da Austrália, em janeiro. Depois da final contra Sakkari, ela sairá do quarto lugar para o posto de número 2 ou 3 do mundo.

A madrugada deste sábado também definiu a final de duplas do Masters 1000 de Indian Wells. Os norte-americanos John Isner e Jack Socks venceram o cazaque Andrey Golubev e o alemão Alexander Zverev, por 6/3 e 6/2, nas semifinais e vão decidir o título contra o mexicano Santiago González e o francês Edouard Roger-Vasselin, algozes do norte-americano Rajeev Ram e do birtânico Joe Salisburty.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.