Wallace Woon/EFE
Wallace Woon/EFE

Masters da WTA fecha contrato com Shenzhen até 2028

O Masters da WTA, torneio que reúne as oito melhores tenistas da temporada, vai mudar de local a partir de 2019. A partir do próximo ano, a sede da prestigiada competição será disputada em Shenzhen. Pelo contrato, a cidade chinesa deterá os direitos do Masters até o ano de 2028.

Estadão Conteúdo

18 Janeiro 2018 | 15h42

+ Djokovic lamenta calor na Austrália: 'Somos parte de uma indústria'

Shenzhen ganhou a disputa para sediar o torneio ao oferecer uma premiação recorde para o evento e uma quadra nova, com capacidade para 12 mil torcedores, para receber as oito melhores tenistas da temporada e as oito melhores duplas. A premiação será de US$ 14 milhões (cerca de R$ 45 milhões) por edição.

"É com prazer que anunciamos que a dinâmica cidade de Shenzhen será a escolhida para sediar o Masters da WTA, a joia da coroa do circuito da WTA, pela próxima década", declarou Steve Simon, presidente e CEO da WTA. "Este será facilmente o maior e mais significativo negócio em 45 anos, desde que a WTA foi fundada e promete levar o torneio a um espetacular novo nível."

Pioneira do tênis feminino e uma das fundadoras da WTA, Billie Jean King exaltou o acordo. "É absolutamente incrível testemunhar o crescimento do evento que encerra a temporada e Shenzhen será uma casa fantástica para o Masters. O primeiro Masters foi jogado em 1972, em Boca Raton, na Flórida, com premiação de US$ 100 mil", comparou a ex-atleta.

Shenzhen será a décima cidade diferente a sediar o Masters, segundo a segunda na Ásia. Após Boca Raton (1972-1973), o evento passou por Los Angeles (1974-1976, 2002-2005), Oakland (1978), Nova York (1977, 1979-2000), Munique (2001), Madri (2006-2007), Doha (2008-2010), Istambul (2011-2013) e Cingapura, que começou em 2014 e será sede pela última vez neste ano.

Mais conteúdo sobre:
tênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.