Franck Fife/AFP
Franck Fife/AFP

Masters de Paris tem caso de covid-19, vitória de Wawrinka e queda de Tsitsipas

Francês Corentin Moutet foi excluído do torneio após ser diagnosticado com o novo coronavírus

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de novembro de 2020 | 19h48

A rodada do Masters 1000 de Paris contou com vitória do suíço Stan Wawrinka, com a queda precoce do grego Stefanos Tsitsipas e também com um caso positivo de covid-19 na chave de simples, nesta terça-feira. O tenista local Corentin Moutet foi diagnosticado com o novo coronavírus e precisou abandonar a competição, após vencer seu jogo de estreia. 

De acordo com a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), Moutet foi excluído do torneio, o último Masters 1000 da temporada, assim que saiu o resultado positivo. A entidade não revelou o estado de saúde do atleta, mas informou que ele está sendo acompanhando pelos médicos da competição. 

A ATP não informou se tenistas que tiveram contato com o francês também terão que entrar em isolamento, caso do italiano Salvatore Caruso, "lucky loser" derrotado por Moutet na rodada de abertura do campeonato.

Com o "abandono" do tenista francês, 75º do ranking, seu adversário na segunda rodada, o croata Marin Cilic, avançou às oitavas de final sem precisar entrar em quadra. Na sequência, Cilic vai enfrentar outro tenista da casa, Ugo Humbert, responsável pela primeira "zebra" da competição. 

Nesta terça, o francês surpreendeu ao eliminar Stefanos Tsitsipas, segundo cabeça de chave, em três tie-breaks: 7/6 (7/4), 6/7 (6/8) e 7/6 (7/3). A "batalha" entre o número 6 do mundo e o 34º do ranking durou 3h16min. 

 

Em outros duelos da segunda rodada, o eslovaco Norbert Gombos superou o belga David Goffin (8º cabeça de chave) por 6/4 e 7/6 (8/6), enquanto o espanhol Pablo Carreño Busta (9º) despachou o alemão Jan-Lennard Struff por 7/6 (7/3) e 6/2. Os dois vencedores vão se enfrentar nas oitavas de final. 

Ainda pela primeira rodada, outros dois cabeças de chave estrearam com vitória. O suíço Stan Wawrinka (12º) eliminou o britânico Daniel Evans por 6/3 e 7/6 (7/3). Seu próximo adversário será o americano Tommy Paul, algoz do local Gilles Simon por 3/6, 6/3 e 6/3.

O canadense Milos Raonic (10º), por sua vez, ganhou do esloveno Aljaz Bedene por 6/3 e 6/2. Na segunda rodada, o vice-campeão de Wimbledon de 2016 enfrentará o local Pierre-Hugues Herbert, que eliminou o americano Tennys Sandgren por 2/6, 6/4 e 7/6 (7/4).

Também avançaram pela rodada de abertura o sul-africano Kevin Anderson, o japonês Yoshihito Nishioka, os locais Richard Gasquet e Adrian Mannarino, o italiano Lorenzo Sonego e o sérvio Miomir Kecmanovic.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.