Masters define vagas para o Mundial

O Masters Series de Stuttgart, nesta semana, para alguns dos líderes do ranking, vale muito mais do que um simples campeonato. Afinal, os pontos em disputa serão decisivos para definir as vagas ainda restantes do Mundial de tênis, o Master Cup de Sydney. A três semanas da competição - marcada para 12 a 18 de novembro - quatro jogadores já estão oficialmente classificados: Gustavo Kuerten, Andre Agassi, Lleyton Hewitt e Goran Ivanisevic, que assegurou nesta terça-feira sua vaga, com a vitória sobre Mark Philippoussis. O mesmo pode acontecer nesta quarta-feira com o espanhol Juan Carlos Ferrero. Se vencer seu jogo de estréia na Alemanha, diante do sueco Thomas Enqvist também garante seu lugar em Sydney, como informou em Stuttgart, a Associaç ão dos Tenistas Profissionais (ATP).A briga vai ficar pelas três vagas restantes, com seis jogadores em condições de garantir a classificação: Patrick Rafter (fora de Stuttgart por contusão), Yevgeny Kafelnikov, Sebastien Grosjean, Pete Sampras, Tim Henman e Marat Safin. Por isso, num torneio com tantos pontos em jogo (500 pontos para o campeão), como em Stuttgart, cada jogo passa a ter uma importância fundamental.Assim, a rodada desta quarta-feira vai ter uma importância fundamental para estes jogadores. Além de Ferrero enfrentar Enqvist pela oficialização de sua vaga em Sydney, Pete Sampras joga com o austríaco Stefan Koubek, enquanto o francês Sebatien Grosjea n enfrenta o espanhol Albert Costa. Tanto Sampras como Grosjean estão empatados na 7.ª colocação da corrida dos campeões, com 363 pontos, lista que vai determinar os oito classificados do Masters Cup.Em situação um pouco melhor, o russo Yevgeny Kafelnikov, na 6.ª posição, com 438 pontos, vai jogar com o romeno Andrei Pavel para se manter numa posição cômoda em busca de sua vaga. Enquanto isso, seu compatriota, Marat Safin, vive uma situação bem delicada. Na 10ª colocação da lista de classificados, com 331 pontos, jogará com o chileno Marcelo Rios. Vai precisar muito desta vitória para manter-se em condições de brigar por uma d as oito vagas.Já o campeão de Wimbledon, Goran Ivanisevic, passou a respirar aliviado, depois de ter vencido o australiano Mark Philippoussis por 2 sets a 1, parciais de 7/6 (7/1), 3/6 e 6/3. Na realidade, o tenista croata não precisa ficar entre os oito da corrida d os campeões para ir a Sydney. Como campeão de um Grand Slam, ele ganhará um wild card (convite dos organizadores). Só que para merecer este convite, precisaria estar garantido entre os 20 primeiro do mundo, o que conseguiu justamente nesta vitória sobre Philippoussis."Acho que minha ida ao Masters Cup de Sydney vai coroar minha temporada este ano, em que realizei o sonho de ganhar em Wimbledon." Em outro jogo importante da rodada, Tim Henman - também brigando por uma vaga - ganhou fácil do alemão Axel Pretsch por 6/3 e 6/0 e, com 352 pontos na corrida, mantém fortes esperanças de classificação para Sydney.

Agencia Estado,

16 de outubro de 2001 | 17h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.