REUTERS/Lisi Niesner
REUTERS/Lisi Niesner

Matteo Berrettini e Carlos Alcaraz vão disputar a edição de 2022 do Rio Open

Italiano e espanhol estarão presentes no torneio a ser disputado entre os dias 12 e 20 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro, no Rio

Redação, Estadao Conteudo

05 de novembro de 2021 | 16h16

O italiano Matteo Berrettini, atual número 7 do mundo, vai disputar a edição de 2022 do Rio Open a ser disputado entre os dias 12 e 20 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro, no Rio. Outra atração internacional será o jovem espanhol Carlos Alcaraz, que retornará ao torneio após a disputa em 2020.

Ao disputar a final de Wimbledon neste ano, Berrettini foi o primeiro italiano finalista na história do torneio e o primeiro em todos os Grand Slams desde Panatta em Roland Garros 1976. Ele também é o italiano de melhor ranking desde Barazzutti em 1978.

O tenista, de 25 anos, soma cinco títulos no currículo, incluindo o ATP 500 de Queen's e o ATP 250 de Belgrado conquistados neste ano. Neto de uma brasileira, será a primeira vez que Berrettini jogará no Brasil como profissional.

"Estou muito ansioso para finalmente jogar no Rio de Janeiro. Infelizmente me lesionei em 2020 e tive que desistir de última hora, mas mal posso esperar para disputar um dos maiores torneios de saibro do mundo em 2022. O Rio de Janeiro tem um lugar especial no meu coração, já que é a cidade da minha avó, então vai ser ainda mais especial jogar com a minha família e fãs brasileiros assistindo", disse Berrettini.

Carlos Alcaraz vai retornar ao Rio em um momento bastante diferente em sua carreira. Aos 18 anos, é o atual 35º do ranking da ATP. Quando disputou o Rio Open em 2020, o espanhol figurava na 406ª colocação e era apontado como uma das futuras promessas do tênis. Foi no torneio carioca que o tenista disputou a sua primeira chave principal de ATP e também conquistou a sua primeira vitória em torneios ATP, derrotando o compatriota Albert Ramos-Vinolas, na época o 41º do mundo, em dois sets a um.

De lá para cá, o espanhol chegou às quartas de final do US Open deste ano, sendo o tenista mais jovem da Era Aberta a conseguir o feito em Nova York - o recorde anterior era do brasileiro Thomaz Koch, em 1963 - e o mais jovem a atingir as quartas de final de um Grand Slam desde Michael Chang em 1990, em Roland Garros. O espanhol também conquistou o seu primeiro título de ATP no ATP 250 de Umag, sendo o mais jovem a conseguir o feito desde Kei Nishikori em 2008. O mais novo dentro do top 100 atual também é o tenista mais jovem a chegar ao top 40 desde Rafael Nadal em 2004.

"Joguei o primeiro ATP da minha vida no Rio, no início do ano passado. Desde então, muita coisa aconteceu na minha carreira, mas eu nunca vou me esquecer da sensação que senti naquela noite, no Rio Open, ao conquistar a minha primeira vitória em ATP. Estou ansioso para retornar, sentir a atmosfera do Rio mais uma vez e avançar ainda mais no torneio", disse Alcaraz.

"O Rio Open tem um histórico de sempre trazer grandes atletas. Dos tops aos novos jogadores que estão se destacando no circuito, vários nomes passaram por aqui. Não medimos esforços para trazer top 10, revelações, ter os brasileiros conosco e começar anunciando o Berrettini e o Alcaraz já mostra esse mix que é característico do Rio Open. Espero que o pessoal goste e venha torcer para o Berrettini que tem raízes brasileiras e para o Alcaraz que começou sua história no circuito aqui com a gente", afirmou Luiz Carvalho, diretor do Rio Open.

O torneio começa no dia 12 de fevereiro com o qualifying com entrada gratuita e no dia 14 tem início a chave principal, com a final em 20 de fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.