PEDRO PARDO / AFP
PEDRO PARDO / AFP

Medvedev assume oficialmente 1º lugar da ATP e interrompe reinado de 18 anos

Apesar de derrota na semifinal do torneio de Acapulco para Rafael Nadal, tenista russo consegue desbancar 'Big Four'

Redação, Estadão Conteúdo

28 de fevereiro de 2022 | 10h15

Daniil Medvedev está oficialmente na primeira colocação do ranking da ATP, até então ocupada por Novak Djokovic. A atualização da classificação foi divulgada nesta segunda-feira e confirmou a ascensão do russo de 26 anos, conquistada quando ele venceu as quartas de final do ATP 500 de Acapulco, contra o japonês Yoshihito Nishioka, na semana passada.

Com o salto na tabela, o russo se torna o primeiro jogador de fora do chamado "Big Four’, formado por Novak Djokovic, Roger Federer, Rafael Nadal e Andy Murray, a alcançar a primeira colocação em 18 anos. O último a conseguir o feito foi norte-americano Andy Roddick, em 2004.

"Todo mundo estava esperando que a geração mais jovem começasse a ganhar mais eventos importantes e ocupasse os primeiros lugares no ranking", disse Murray recentemente em entrevista à ATP Media. "Daniil definitivamente merece", completou.

No jogo seguinte após confirmar a ascensão, Medvedev foi eliminado na semifinal por Rafael Nadal, mais tarde consagrado como campeão do torneio, mas o título de número 1 do mundo já estava garantido. A eliminação de Djokovic para o checo Jiri Vesely, no ATP 500 de Dubai, abriu caminho para a ultrapassagem. O torneio foi o primeiro disputado pelo sérvio na temporada, iniciada com muita polêmica para ele, barrado do Aberto da Austrália por não ter se vacinado contra a covid-19.

Dono de quatro título de ATP Masters 1000 e campeão do US Open e do ATP Finals, Medvedev atingiu mais um objetivo que perseguia há muito tempo. "Quando você é mais novo, você pensa que é impossível, e é por isso que você sonha com isso", comentou o agora número 1 do mundo após a vitória sobre Nishioka em Acapulco.

O objetivo de Medvedev foi alcançado a passos largos durante uma franca evolução iniciada em 2016, quando entrou pela primeira vez no Top 100. No ano seguinte, já integrava o Top 50. Então, passou a integrar a lista de 20 melhores em 2018 antes de se colocar entre os grandes do Top 10, em 2019, ano em que venceu três títulos em dez semanas e se tornou o número 4 do mundo. Desde maio do ano passado, estava na segunda colocação.

Além da primeira posição de Djokovic tomada por Medvedev, o top 10 teve outras alterações nesta nova atualização. Rafael Nadal, algoz do russo em Acapulco e campeão do torneio, subiu para o quarto lugar e jogou o grego Stefanos Tsitsipas para quinto, assim como Andrey Rublev, vencedor do ATP de Dubai, roubou a sexta colocação do italiano Matteo Berrettini e o deixou em sétimo

O alemão Alexander Zverev se manteve em terceiro. Mais para baixo, o norueguês Casper Rudd e o canadense Felix Auger-Aliassime também se ficaram em suas posições anteriores, oitava e nona, respectivamente. Já o décimo lugar ficou com o polonês Hubert Hurkacz, desbancando o italiano Jannik Sinner. O brasileiro melhor colocado é Thiago Monteiro, no 114º lugar.

Veja o ranking atualizado da ATP:

1º - Daniil Medved (Rússia)

2º - Novak Djokovic (Sérvia)

3º - Alexander Zverev (Alemanha)

4º - Stefanos Tsitsipas (Grécia)

6º - Andrey Rublev (Rússia)

7º - Matteo Berrettini (Itália)

8º - Casper Rudd (Noruega)

9º - Felix Auger-Aliassime (Canadá)

10º - Hubert Hurkacz (Polônia)

------------------------------------

114º - Thiago Monteiro (Brasil)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.