Meligeni abandona e Guga chega à semi

Número 1 do mundo, Gustavo Kuerten sofreu bem mais do que queria para superar mais uma rodada no torneio do México. Mas, ele foi beneficiado pela desistência de Fernando Meligeni, no terceiro set, e garantiu sua vaga nas semifinais do ATP Tour de Acapulco. Com um resultado muito importante - ganhou por 2 sets 1, parciais de 6/7 (3/7), 6/3 e 3/2 e abandono -, Guga mantém assim suas esperanças de seguir na liderança do ranking mundial, apesar da ameaça do russo Marat Safin, que está na final do torneio do Dubai. Os dois tenistas brigam ponto a ponto pela primeiro lugar da lista de entradas.Depois de superar este duelo com Fernando Meligeni, Guga busca agora uma vaga na final do torneio e, neste sábado, vai enfrentar o tenista argentino Guillermo Canãs, a quem derrotou recentemente no torneio de Buenos Aires.O duelo de Guga x Meligeni foi disputado com horas de atraso, por causa de fortes chuvas em Acapulco. As condições da quadra, pesada e muito lenta, estavam favoráveis para o estilo de Meligeni, que realmente fez uma boa atuação e ameaçou seriamente a vitória do número 1 do mundo.Mas, a famosa garra de Meligeni acabou lhe custando caro. No terceiro set, ele se atirou em uma bola muito difícil e bateu com as costas no chão. Ainda assim, continuou jogando e numa disputa a seguir esticou-se todo para dar uma raquetada incrível, ganhar o ponto, mas sentiu fortes dores na região lombar. Chamou por atendimento médico, tentou voltar ao jogo, mas não resistiu e foi obrigado a abandonar a quadra.Mesmo constrangido com a forma com a qual venceu a partida, Guga não tem como esconder que obteve um resultado muito importante. Esta semana vive uma briga bastante acirrada com Marat Safin pela liderança do ranking mundial, que o brasileiro reconquistou recentemente com o título em Buenos Aires. Agora, com a classificação para as semifinais de Acapulco, Gustavo Kuerten soma 4.300 pontos, exatamente a mesma pontuação de Safin, que disputa a final de Dubai, neste sábado, com o espanhol Juan Carlos Ferrero.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.