Meligeni convoca Guga para a Davis

Gustavo Kuerten está de volta à equipe brasileira que disputa a Copa Davis. Guga foi convocado nesta sexta-feira pelo técnico Fernando Meligeni, ao lado de Ricardo Mello, Flávio Saretta e André Sá, para o confronto com as Antilhas Holandesas, de 15 a 17 de agosto, em Joinville.Guga tinha deixado a equipe brasileira da Davis no ano passado, em protesto contra a antiga administração da Confederação Brasileira de Tênis (CBT). Com isso, ele liderou um boicote dos principais tenistas do País e o Brasil acabou sendo rebaixado para a terceira divisão da competição.Agora, com a mudança no comando da entidade e recuperado da cirurgia no quadril, Guga está de volta à equipe. Os outros tenistas da equipe, como Ricardo Mello e Flávio Saretta, já tinham retornado na vitória sobre a Colômbia, em março, mas ele ainda não estava em forma.Nesta sexta-feira, durante a convocação da equipe, Meligeni leu uma mensagem enviada por Guga, que está treinando duro desde que foi eliminado em Roland Garros, no final de maio - não disputou nenhum torneio desde então.?Estou muito feliz em voltar a jogar a Copa Davis e empolgado por poder representar o Brasil novamente, que sempre foi uma das grandes motivações da minha carreira. Vamos tentar reerguer o nosso tênis e passar para a segunda divisão é um primeiro passo. Vai ser muito bom conviver com a equipe novamente, que é uma coisa que senti muita falta nesse tempo em que fiquei fora?, disse Guga em sua mensagem.A equipe brasileira para enfrentar as Antilhas Holandesas, em busca de uma vaga na segunda divisão da Davis, terá ainda o juvenil Ricardo Hocevar, além do auxiliar-técnico Mauro Menezes e do fisioterapeuta Ricardo Takahashi.?Continuamos com a mesma comissão e o grupo não mudou muito. Todo mundo voltou a jogar a Davis contra a Colômbia e Guga não estava lá por motivos óbvios (estava se recuperando da cirurgia). Por isso, o que queremos mostrar é que a Davis é importantíssima para todos nós e foi por isso que usamos a competição como protesto. Agora estamos de volta, desde a Colômbia, para essa escalada que é voltar ao Grupo Mundial, lugar onde a gente merece estar?, afirmou Meligeni.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.