Mello vence; Simoni cai no Aberto de SP

Por pouco o ano para Ricardo Mello - a sensação do tênis brasileiro na temporada do 2004 - não começou com um resultado surpreendente. Na sua estréia no Aberto de São Paulo, no Parque Vila Lobos, levou um grande susto diante do ex-pegador de bolas Júlio Silva. Mas depois de salvar dois match-points, garantiu sua vitória ao marcar 4/6, 7/6 (9/7), 1/0 e desistência de Silva, que não suportou as mais de duas horas de partida debaixo de um sol de meio dia e temperatura perto dos 30 graus centígrados. Depois do sufoco na vitória de Mello, cabeça-de-chave número 1 do torneio, o Aberto de São Paulo - Cobra Classic - terá nesta terça-feira a estréia de outro brasileiro favorito na competição. Flávio Saretta - que já venceu por duas vezes no Vila Lobos - vai jogar diante de Bruno Soares, às 12 horas. Um pouco antes, às 10 horas, André Sá joga com Marcos Daniel e no final da tarde, Chico Costa enfrenta o peruano Ivan Miranda. Batalha - A vitória de Ricardo Mello na primeira rodada do Aberto de São Paulo foi uma verdadeira batalha, em que prevaleceu sua persistência. Mesmo num dia em que não jogou bem, sentiu a falta de ritmo, pelo fato de estar afastados das competições há meses, conseguiu impor seu favoritismo. Júlio Silva teve boas chances. Após vencer o primeiro set com muita luta, esteve em vantagem de 4 a 1 no tie break do segundo, mas não aproveitou as oportunidades. Contou ainda dois match points, um deles com o saque na mão. "Já esperava um jogo muito difícil", disse aliviado Ricardo Mello. "Valeu pela luta e a persistência, numa estréia do primeiro torneio da temporada, em que senti muito a falta de ritmo". Mello vai enfrentar na próxima rodada, provavelmente quarta-feira, o vencedor de Ramon Delgado, do Paraguai, e Christian Villagran, da Argentina. Silva, apesar da derrota, mostrou-se conformado e até satisfeito com seu rendimento. Afinal, tecnicamente teve boas chances de estrear com vitória, só que sentiu a falta de um melhor preparo físico. "Fiz um bom jogo, mas não aguentei", lamentou o tenista que no ano passado só encerrou a temporada em dezembro, sobrando pouco tempo para a preparação para 2005. Em outros jogos da rodada de abertura, Tomas Behrend, brasileiro naturalizado alemão, ganhou de André Ghem por 6/2 e 6/2, enquanto Tiago Alves superou Alexandre Simoni por 7/6 (7/3) e 7/5, e Marcelo Melo perdeu para o almeão Sebastien Fitz por 6/2 e 7/6 (7/3). E Franco Ferreiro caiu diante do argentino Franco Squillari por 6/4 e 6/3. Federer - No seu primeiro torneio do ano, Roger Federer não deixou dúvidas de que pretende mesmo repetir os bons resultados de 2004, em que ganhou três Grand Slams. Na sua estréia em Doha cedeu apenas dois games, na vitória sobre o espanhol David Ferrer por 6/1 e 6/1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.