Sarah Stier/AFP
Sarah Stier/AFP

Melo e Kubot estreiam com vitória no Masters de Paris

Na próxima fase, brasileiro e polonês enfrentam a dupla formada por espanhol Marcel Granollers e norte-americano Rajeev Ram

Estadão Conteúdo

01 Novembro 2018 | 13h38

Atuais campeões, o brasileiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot estrearam com vitória no Masters 1000 de Paris, na França, nesta quinta-feira. Eles derrotaram o paquistanês Aisam Ul-Haq Qureshi e o grego Stefanos Tsitsipas pelo placar de 2 sets a 1, com parciais de 5/7, 6/2 e 10/7, em 1h43min.

Dupla cabeça de chave número 3, Melo e Kubot buscaram a quinta vitória seguida na competição parisiense apesar das oscilações no serviço. Juntos, cometeram seis duplas faltas e colocaram em quadra apenas 54% do primeiro serviço. Mesmo assim, sofreram apenas uma quebra de saque em 1h43min de partida.

Com o triunfo, asseguraram vaga nas quartas de final. Agora eles terão pela frente espanhol Marcel Granollers e o norte-americano Rajeev Ram. Em grande momento nesta segunda metade da temporada, Melo e Kubot vêm de derrota na semifinal em Viena e dos títulos em Pequim e Xangai, este de nível Masters 1000. Antes, foram ainda vice-campeões do US Open.

Pela grande sequência de torneios, já estão classificados para o ATP Finals, o torneio que vai reunir as oito melhores duplas da temporada em Londres, entre os dias 11 e 18 de novembro.

JOGOS DE SIMPLES

Na outra chave da competição francesa, o alemão Alexander Zverev, o norte-americano Jack Sock e o russo Karen Khachanov avançaram às quartas de final. Quarto cabeça de chave, o tenista da Alemanha (4º cabeça de chave) bateu o argentino Diego Schwartzman (15º) por 6/4 e 6/2.

Seu próximo adversário será Khachanov, que avançou ao superar o norte-americano John Isner por 6/4, 6/7 (9/1) e 7/6 (10/8). Sock, por sua vez, eliminou o tunisiano Malek Jaziri, "lucky loser", que entrou na vaga do espanhol Rafael Nadal, por 6/0 e 6/4. Atual campeão, o americano vai enfrentar o vencedor do duelo entre o o croata Borna Coric e o austríaco Dominic Thiem.

 
Mais conteúdo sobre:
tênisLukasz Kubot

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.