Sarah Stier/AFP
Sarah Stier/AFP

Melo e Kubot lutam, mas perdem dos irmãos Bryan na semifinal em Miami

Brasileiro e polonês lutaram e acabaram sendo derrotados por 2 sets a 1

Redação, Estadao Conteudo

29 de março de 2019 | 20h33

Marcelo Melo e Lukasz Kubot lutaram bastante nesta sexta-feira, mas acabaram eliminados na semifinal do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos. Brasileiro e polonês foram derrotados pelos irmãos Bob Bryan e Mike Bryan em um jogo equilibrado, pelo placar de 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (9/7), 6/7 (8/10) e 14/12, em 2h28min.

O jogo teve início na noite de quinta, mas o duelo foi interrompido no começo do primeiro set em razão da chuva, que vem atrapalhando a programação do torneio desde segunda-feira. Mas o equilíbrio foi mantido até o fim, com apenas duas quebras de saque no jogo, uma para cada lado.

O confronto acabou sendo decidido nos detalhes no match tie-break, em favor dos norte-americanos, considerados por muitos como os melhores duplistas da história. Em Miami, eles formam a parceria cabeça de chave número 1.

Na decisão, marcado para o sábado, os irmãos Bryan vão encarar o holandês Wesley Koolhof e o grego Stefanos Tsitsipas, que foram os algozes do brasileiro Bruno Soares e do britânico Jamie Murray, na segunda rodada.

Com a campanha em Miami, Melo e Kubot vão subir no ranking individual de duplas. O brasileiro será o número seis do mundo, enquanto o polonês aparecerá em quarto.

Após a eliminação, a dupla voltará a competir na temporada de saibro na Europa. O primeiro torneio deles será o Masters 1000 de Montecarlo, a partir do dia 14 de abril.

CHAVE DE SIMPLES - Mais cedo, o local John Isner garantiu vaga em mais uma final em Miami. Atual campeão, ele eliminou o canadense Felix Auger-Aliassime, que vinha sendo a grande surpresa da competição. O tenista da casa bateu o rival de apenas 18 anos por 7/6 (7/3) e 7/6 (7/4). Seu adversário na final sairá do confronto entre o suíço Roger Federer e o também canadense Denis Shapovalov.

Tudo o que sabemos sobre:
Marcelo MeloLukasz Kubottênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.